Resenha: O Duque e Eu - Julia Quinn / Editora Arqueiro


Classificação
Sinopse: O Duque e Eu - Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Quero me casar com um Bridgerton


Julia Quinn é de uma escrita única. Ela envolve o leitor com textos bem construídos, cenários maravilhosamente detalhistas e muita emoção. Sua escrita é leve, divertida e redondinha, ao terminar de ler o livro você não terá nenhum problema com pontas soltas ou aquela sensação de que faltou algo.

O primeiro volume da série Os Bridgertons narra a história de Daphne a filha de n°. 4 entre 8 irmãos.

Os Bridgertons são uma família tradicional, respeitada e muito, mais muito divertida/barulhenta. Ao longo do livro você vai tendo a oportunidade de conhecer um pouquinho mais de cada um dos membros dessa família, o que aumenta a sua ansiedade em ler aos próximos.

Daphne é um espírito livro, mulher de personalidade forte, determinada e muito destemida. Considerada uma mulher de beleza comum, entretanto isso não a apaga seu brilho ou a impede de ser confiante, sua inteligência, humor e sagacidade a torna especial e muito atraente.

Simon, suspiros para o Duque. Possuiu uma bagagem, ele é um homem com um segredo, um misterioso passado, o que apenas aguça nossa curiosidade na medida certa e nos permite que o amemos ainda mais, além de desejar pegá-lo no colo e apenas protegê-lo. Um homem muito bonito, viril, inteligente, entretanto um pouco solitário/carente e amargo.


Daphne e Simon são vítimas da pressão da sociedade. Ambos precisam encontrar um parceiro, se casar e formar uma família. E é em meio a isso tudo que... surge Simon com uma proposta/solução, aparentemente perfeita para ambos.

(...)Simon percebeu que ambos estavam preso. Preso pelas convenções e expectativas da sociedade. E foi então que uma ideia lhe veio à mente. Uma ideia estranha, louca e espantosamente maravilhosa...

Simon irá cortejar Daphne (Torná-la atraente/desejável), o que fará com que os demais solteiros da sociedade também a corteje. E em troca, ela o  ajudará a afastar as mães caçadoras de maridos, de seu encalço. Já que o nobre duque, não possui intenção nenhuma de se casar.

Aparentemente o plano dá certo. O problema é que um dos irmãos da nossa mocinha é nada mais, nada menos que o melhor amigo do Duque, lá dos tempos de faculdade e não gosta nada, nada dessa aproximação e cortejo.

Simon e Daphne criam uma espécie de amizade, é muito marcante a forma como as diferenças entre ambos, apenas os fortalece como um "casal" e aos pouquinhos vão se descobrindo apaixonados. Palmas para Daphne que com sua paixão e muito bom senso, conseguiu aos poucos quebrar todas as barreiras do Duque.

Ela tentou dizer alguma coisa inteligente. Tentou dizer algo sedutor. Mas sua ousadia abandono-a no último momento. Ela nunca fora beijada antes, e agora que tinha feito de tudo para que ele fosse o primeiro não sabia como agir.

A uma química tão gostosa entre os personagens, os diálogos são inteligentes e divertidos, rico e elegante, que fica completamente impossível não se apaixonar.

O Duque e Eu é uma leitura prazerosa, completa. Você vai sorrir, se emocionar, vibrar e se sensibilizar com cada cena e acontecimento. Julia Quinn acertou em cheio ao criar uma personagem irreverente e especial como a Daphne. Parabéns a autora que mesmo focando no casal protagonista nos proporcionou personagens coadjuvantes tão maravilhosos quanto. Tornando a leitura rápida e envolvente.

P.S. Estou em uma missão, trazer um Bridgertons por dia (As leituras já foram finalizadas), é o Especial Julia Quinn do Letras & Livros. Espero que gostem e que possa aproveitar, tanto quanto eu.




Até a próxima! Bye.


CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top