Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Resenha: A Seleção - Kiera Cass / Editora Seguinte


Classificação: ✿✿✿✿✿
Sinopse: Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria apenas ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto. Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...

Eu também quero participar da seleção, ir viver em um palácio, ganhar roupas incríveis, ter apenas comida de melhor qualidade e ainda concorrer ao AMOR do príncipe.


Eu amei esse livro, amei a história, a forma como a autora soube criar um novo “mundo” e detalhá-lo a ponto de me fazer viver lá.

O enredo é leve, divertido, com uma pontada de drama (Se levarmos em consideração as batalhas pela sobrevivência que as famílias enfrentam), é tão fofo e apaixonante que sem que você note, já está apaixonada e chegando as páginas finais.

A Seleção, é um evento que ocorre, quando o príncipe herdeiro chega a idade de se casar. É uma forma dele conhecer diversas mulheres/Jovens e assim tentar encontrar sua alma gêmea, seu amor.  A Seleção elege 35 jovens, que poderão se inscrever independente de sua casta (Algo como classe social), onde elas terão que se mudar para o castelo e conviver em meio a todo aquele cenário real. Aprendendo a serem verdadeiras princesas e lutando para chamar a atenção do príncipe.

E que príncipe, Maxon é lindo. Um jovem encantador. Generoso e de coração mole. Ele realmente arranca muitos suspiros, principalmente por sua inocência e boa vontade.





Em contra partida temos America, nossa mocinha. Uma jovem que carrega nos ombros um fardo que não deveria ser dela. Dedicada e trabalhadora, ajuda a família como pode, mas ainda assim, sonha em poder ser um pouquinho egoísta e realizar seus próprios sonhos.

(...) Aquela carta idiota talvez me tirasse do fundo do poço, e eu poderia puxar minha família comigo.

(...) Vontade era um luxo que não podíamos ter. Éramos movidos à base de necessidades.

Mas nossa mocinha, não quer ser princesa, ela não se preocupa com as diferenças entre as castas, ela só quer alcançar a felicidade e viver um grande romance com seu amado, Aspen (isso mesmo, um outro jovem que não é o príncipe). Entretanto, mesmo assim acaba se inscrevendo e sendo uma das selecionadas. E quando se dá conta está no meio do palácio, concorrendo pelo amor de Maxon (ou quase isso).

- Quem se casar com ele será uma mulher de sorte. E não importa o que me acontecer, será uma honra ser sua súdita.

Não vou me estender para não soltar spoilers, mas garanto a vocês, vale a leitura. A história é linda. A construção do romance é fofo e em meios a tantos acontecimentos, você vai notando o quanto é importante conhecer antes de julgar.

RECOMENDO MUITO, iniciando a leitura de A Elite, em breve volto com mais detalhes.



Até a próxima! Bye.


CONVERSATION

1 comentários:

  1. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh começou e nem me contou!!!
    Maxon é meu príncipe encantando! :P

    ResponderExcluir

Back
to top