Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

Resenha: Fingindo - Cora Carmack / @Editora Novo Conceito


Amor, Humor, Erotismo, Drama
5/5
Sinopse: Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em conhecê-la. COM SEUS CABELOS COLORIDOS, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim. Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro . A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado. Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida. Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.

LINDO, SUAVE E APAIXONANTE

Fingindo é o segundo volume da série Losing It e conta a história do Cade Winston. Para quem não leu Perdendo-me ou não se recorda, Cade era o melhor amigo de Bliss a protagonista do primeiro livro.

Quem me conhece sabe o quanto amo livros de amores que surgem nos momentos mais inusitados, em situações mais incomuns, ou que envolvam propostas e desafios. Ainda que isso possa parecer clichê.



Cade ainda está preso pela dor da rejeição de Bliss, ele continua sofrendo ao ter que presenciar a felicidade da “amada” com outro. Apesar disso ele tenta se manter firme e não demonstrar o quanto ela ainda meche com ele. Cade é um fofo. O cara realmente faz jus ao apelido “Menino de ouro”, ele é tranquilo, galante, sexy e parece saber sempre como agir ou o que falar para te fazer sentir melhor, educado, inteligente e ainda faz serviço voluntário. Eu poderia chamá-lo facilmente de príncipe encantado.


Mackenzie ou Max como gosta de ser chamada é o oposto. A garota é radiante, com uma personalidade marcante, aparência exótica e maluquinha (Apesar da dificuldade de expor sua verdadeira identidade quando está próxima de sua família). Mas como nem tudo que parece realmente é... Ela possui seus segredos. Mistério esse que a deixa vulnerável e insegura, mas não menos interessante e divertida. Max é uma musicista, o que deixa a playlist do livro ainda mais rica e linda.




Tenho comigo que a autora realmente curti o romantismo misturado com drama. Vivemos isso no primeiro livro da série, ainda que de maneira mais despreocupada e somos sugadas para um emaranhado de emoções no segundo.

Max se encontra em uma situação de emergência, seus pais estão na cidade e ela tem menos de cinco minutos para encontrar o namorado perfeito para apresentar a eles. Cade estava no lugar certo na hora mais precisa. Bastou apenas um olhar, uma situação de emergência e então... Aquele clique, ele era o cara certo e ela desesperada se prendeu a isso.

A proposta foi inusitada. A mais louca e inesperada possível e ele, aceitou. (Fingir seu namorado, atuar). O que era para ser apenas por uma hora, passou para um feriado e então, para as festas de final de ano. Presos por uma mentira. Unidos por uma atração que nenhum deles é capaz de controlar ou explicar. Segredos são revelados, mascarás caem e o verdadeiro EU aparece, e o que era apenas uma brincadeira, um fingimento se torna indomável, revelando que o amor é algo que não se pode controlar ou escolher.



Fingindo é um romance gostoso de se ler. A autora possui uma escrita fluida e explora bastante o lado emocional. Ele retrata a dor da perda, o quanto isso pode afetar negativamente a confiança e as decisões futuras. Fala sobre se reerguer, lidar com a dor, recomeços e aceitação. É difícil não se prender ou se identificar com pelo menos um dos personagens. Aprender com eles.



Eu sou do tipo de leitora que acredita que o momento pelo qual estamos passando influencia diretamente na forma como reagimos ao ler um livro. O mesmo pode acontecer ao assistirmos um filme ou escutarmos determinada música. E no momento atual da minha vida, Fingindo me tocou profundamente, ele realmente me envolveu e me levou as lágrimas, não por ser um romance triste e marcado por tragédias, mas pela superação e a maneira como a autora desenrolou o enredo. Sim eu apaixonei pelo Cade e pela Max.



Já estou ansiosa para ler o terceiro volume da serie. "Encontrando-me", ainda sem data de lançamento no Brasil.


Skoob / Compre 


P.S. Livro cortesia da editora Novo Conceito.


Até a próxima!Bye.



CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top