[RESENHA] Dominic - L.A. Casey / Editora Bezz




Sinopse: Depois de um acidente que matou seus pais, quando ainda era uma criança, Bronagh Murphy escolheu se afastar das pessoas, em um esforço para se proteger de futuras mágoas. Se ela não se apegar, se não conversar ou tentar conhecê-las, elas a deixarão em paz, exatamente como ela quer.  Quando Dominic Slater entra em sua vida, ignorá-lo é tudo que ela precisa fazer para deixá-lo intrigado. Dominic está acostumado se destacar, e quando ele e seus irmãos se mudam para Dublin, na Irlanda, por causa de um negócio de família, isso é exatamente o que ele consegue: a atenção de todos. Menos da linda morena de língua afiada. 
✌ SKOOB ✌ AMAZON ✌ PRÉ-VENDA FÍSICO ✌ 


PRECISO ENTRAR PARA ESTA FAMÍLIA

Dominic é o primeiro volume da série Slater Brothers, e eu só te falo uma coisa... Chama os bombeiros, literalmente, porque se eles não apagarem o fogo, pelo menos ajudam a conter os ânimos, porque minha amiga, te prepara...

Com personagens bem construídos, uma história cheia de mistérios e uma trama de roubar o fôlego somos sugados para um emaranhado de emoções, conflitos, segredos, provocações e claro... MUITO AMOR. Não sei qual o mistério por trás desta autora, mas ela só pode ter enfeitiçado o livro, uma vez que você começa ler, não é mais capaz de parar enquanto não chega ao fim, mesmo que em diversas vezes tua vontade seja de arremessar o kindle na parede.

Como o próprio título nos conta, aqui temos a história do primeiro irmão Slater – DOMINIC, um jovem americano que junto com seus irmãos, acabaram de se mudar para Dublin. Lutador, metido, cheio de si, arrogante, gostoso, sexy, divertido, um verdadeiro troglodita delicioso. Isso mesmo, ao mesmo tempo que você o ama, você se pega desejando torcer seu pescoço.

Bronagh é uma garota que gosta de ser invisível, passar despercebida e não chamar muita atenção. Perdeu os pais muito cedo e desde então tem sido apenas ela e sua irmã Branna. Como meio de defesa, por medo de se machucar, perdendo mais alguém importante para ela, Bronagh afasta a todos, ela não cria vínculos emocionais com ninguém. Mas engana-se quem pensa que a Bee é tímida e inofensiva, a menina mais parece ter um bisturi no lugar da língua e vou te contar, barraqueira e encrenqueira.

O que Bee não esperava é que um garoto intenso e cheio de marra, fosse abalar suas estruturas desde o primeiro momento. Nico e Bee são como nitroglicerina pura, eles se provocam por qualquer motivo, vivem se dando choque, e passam a maior parte da história entre tapas e beijos. Confesso, em alguns momentos cheguei a ficar irritada com tanta discussão e infantilidade. Mesmo assim, me diverti e me emocionei muito com eles e com toda a família Slater.

O que realmente me atraiu no livro, foram às relações familiares, os irmãos Slaters são unidos, tudo que fazem é pensando na segurança e felicidade do outro, igual à Branna que sempre criou a Bee com tanto carinho.

O livro é despretensioso, com um romance fofo, uma boa pitada de mistério, e um tantinho hot. Eu já estou muito ansiosa para conhecer os outros irmãos, é como um vício, ao ler o primeiro, automaticamente se sente obrigada a ler o seguinte. Se você está à procura de uma leitura rápida e leve, então se joga, não irá se arrepender.



Até a próxima! Bye.

Image and video hosting by TinyPic

CONVERSATION

2 comentários:

  1. Eu também acho que esse livro está enfeitiçado! A trama é ate simples, mas você não consegue soltar por nada! Dominic, me aguarde na Bienal!
    Bjs
    http://www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse livro !! eu também estou lendo um livro muito bom também, é um livro da autora Patrícia Barboza!! Pode seguir e comentar meu blog ? Farei isso de volta !! http://blogvaidadefeminina2.blogspot.com/ beijos

    ResponderExcluir

Back
to top