Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

[RESENHA] O Álbum - Timothy Lewis / Editora Novo Conceito





O Álbum

Sinopse: Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander. Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.
P.S. Livro cortesia da Editora parceira. 
 SKOOB ❤ AMAZON ❤ COMPARE&COMPRE 



Eu não sei se depositei expectativas demais em relação a esta obra, ou se realmente não estava em meu melhor momento de leitora, mas algo nesta história me incomodou e ainda não sei se amei ou se apenas gostei, na verdade estou tentada a dizer que amei em alguns momentos e me desagradei em outros. Eu demorei a me envolver com os personagens, o inicio da trama me deixou bem confusa, mas depois que consegui captar a essência do relato de amor em si, acredito que foi quando vi o livro com outros olhos.

O ÁLBUM se passa em distintos períodos de tempo, (2006) narrado por Adam Colby e (1926) narrado por Gabe e Huck. Adam um homem que está vivendo um momento delicado em sua vida, ele acabou de se divorciar após doze anos de casado, um negociante que trabalha com vendas de objetos e que por acaso acaba encontrando um álbum que logo de cara chama sua atenção. Este álbum contém cartões postais enviados de Gabe para Huck ao longo de sessenta anos, uma maneira que Gabe encontrou de provar a Huck que seu amor jamais diminuiria ou chegaria ao fim ao longo dos anos que passassem juntos.  Adam está descrente do amor, levando uma vida amargurada. Movido pela curiosidade em saber como que Gabe e Huck poderiam se amar tanto e manter a chama da paixão acesa apesar dos anos de convivência, Adam acaba lendo os postais e desenvolvendo interesse pela vida destas duas pessoas. E conforme ele vai se aprofundando na história por trás dos postais, novos horizontes começam a se abrir e Adam descobre lições valiosas sobre a vida a dois.

"Acho que a minha obsessão pelos cartões-postais também tinha tudo a ver com meu momento. A solidão dolorida do meu divórcio ainda estava ali, a dor brusca do casamento fracassado."

Durante sua busca pela história de Gabe e Huck, Adam conhece Yvette, a filha de uma funcionária que trabalhou para a família de Gabe por vinte e seis anos. Yvette acaba sendo a chave, a peça do quebra-cabeça que faltava para preencher as lacunas desta história e ajuda Adam a compreender mais sobre o casamento bem sucedido do casal e não é só isso, Adam acaba encontrando uma nova perspectiva, uma fagulha de esperança que o leva a acreditar que talvez ele tenha uma segunda chance no amor.

“Eu tinha que admitir que, antes de descobrir os postais, achava que almas gêmeas só existissem em contos de fada. E casais sortudos o bastante para ficar juntos poderiam viver “para sempre”, mas mentiam sobre a parte do “felizes”. Então as perguntas surgiram: será que almas gêmeas evoluíam para amantes? Ou amantes se tornavam alma gêmeas”

Gabe e Huck tiveram um amor puro, forte, intenso, uma relação que apenas se fortaleceu ao longo dos anos, eles enfrentaram problemas cotidianos como todo casal, insegurança, medo e ciúmes, mas o diferencial deles foi à fé de Huck e o romantismo fofo de Gabe. A trama fala basicamente disto, do poder do amor, da relação que o casal protagonista viveu, da maneira como se apaixonaram a primeira vista e como enfrentaram cada dia. Os postais são repletos de amor, de esperança e de carinho, é uma delicia lê-los. É o amor em sua forma mais singela.

“Alguns grandes romances que valem a pena contar nunca são contados, e os amantes saem de fininho pelas rachaduras da vida, marcadas pelo tempo, sendo substituídos pelo lixo do dia anterior.”

O Álbum é um livro simples e o enredo apesar de ter momentos intensos e de muita emoção, em sua maioria é o mesmo, não oscila. Não que isso seja de todo ruim, a história é bonita, bem construída, fala de amor verdadeiro, leve e até fluida, a narrativa do autor é de fácil compreensão, porém, EM MINHA OPINIÃO acabou sendo cansativa em alguns momentos.

 Se você é amante de romances bem escritos, com belas reflexões sobre o amor e a vida a dois, este é o livro certo. O livro foi baseado em fatos reais, o autor se inspirou nos cartões-postais que seus tios-avôs trocaram durante 60 anos.



Destaque para a capa linda do livro e a diagramação impecável. Os postais utilizados para abrir os capítulos estão perfeitos e nos dão a sensação de estar com o original na mão. Parabéns a editora Novo Conceito, pelo trabalho maravilhoso.


Até a próxima! Bye.
Image and video hosting by TinyPic

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top