[RESENHA] Sem Limites (Série Imprudente #1) - Jas Silva [Maratona Setembro Nacional]

10 setembro 2015



Sem Limites - Série Imprudente #1
Sinopse: O que você faria se de repente sua vida virasse de cabeça para baixo? Bianca teve todo o seu mundinho sacudido após ser desmascarada e ainda por cima perder seu namorado em um grave acidente de carro. Egoísta e irresponsável, ela se vê obrigada a ir morar em Nova Iorque com seu pai, sua madrasta - que ela odeia - e com seu meio irmão gato - que não a suporta. Porém, por mais que Bianca tente, ela não consegue se ver livre dos problemas que a perseguem onde quer que ela vá. Entre intrigas, traições e um amor não correspondido, essa garota acostumada a ter tudo e todos aos seus pés, irá aprender que no amor e na guerra nem sempre vale tudo...
 SKOOB ❤ AMAZON 



Eu confesso, escrever esta resenha foi difícil, eu não conseguia colocar no papel as emoções que estavam em minha mente, descrever a maneira como está obra me surpreendeu e me conquistou.

SEM LIMITES, é um livro intrigante, com um enredo muito bem construído capaz de nos deixar surpreendidos e inquietos.

Bianca é marcante, uma personagem que da mesma forma que repele atrai, que tem um magnetismo, uma fragilidade contida e escondida por de trás de muita fúria e atitudes impensadas. Ela é apenas uma garota, mas com uma personalidade difícil, arrogante, ardilosa, audaciosa, ela é cheia de vontades, de manias, não tem pudores e se quer vai atrás, sem si importar se está ferindo alguém ou não. Não que justifique suas ações, mas no decorrer da história vamos descobrindo e até compreendendo a Bia, ela é apenas uma menina buscando um alicerce, alguém que olhe para ela e a enxergue, que seja capaz de ver por trás da máscara de rebeldia e impulsividade, que note a menina frágil, perdida que tão somente de carinho e um pouquinho de compreensão precisa.

Filha de pais divorciados, Bianca precisou lidar com uma mãe instável, que muito pensa em si mesma e após o divorcio vive sua vida e se esquece de que tem uma filha, e um pai ausente, que SIM a odeia e não faz nada para esconder seu desagrado. Em meio a uma família quebrada, com pais que não sabem lidar com sua filha, Bianca encontra em Ana – sua melhor amiga – e seus pais, tudo que ela sempre quis, o problema é que, como mencionei Bianca não tem pudor e em minha opinião, por pura inveja decide que quer o namorado da melhor amiga, e o que Bianca quer, ela consegue, ela é linda, sexy e sabe usar seu poder. E no processo, acaba não apenas magoando a única amiga, como também seu namorado.

As reviravoltas e consequências de suas atitudes não são nada simples, e a primeira delas é perder a melhor amiga que agora a odeia, não poder mais se sentir em casa como tendo uma família já que os pais da amiga também não a querem por perto e ter que lidar com a morte do namorado.  Sua mãe fica chocada com todo o ocorrido, ela sabe que perdeu totalmente o controle sobre a filha e não sabe mais o que fazer, então a manda para a casa de seu pai.

O pai da Bianca é um carrasco, um homem frio, arrogante e o personagem que não consegui desenvolver nenhuma espécie de afeição durante o livro, ele me deixou realmente chocada com suas atitudes e seus modos grosseiros. E além de ter que conviver com ele, Bianca também terá que aceitar a presença de sua madrasta e o enteado de seu pai.  E é ai que tudo muda.

A madrasta de Bianca é um doce, e ela pouco a pouco vai conseguindo conquistar a confiança da Bianca, ela se preocupa e cuida da menina. Eric seu filho, é um jovem admirável, muito focado e o responsável por boa parte do amadurecimento da personagem, é através do cuidado dele, da maneira como ele a confronta, como ele tenta aos pouquinhos tentar fazer com que ela pare de olhar apenas para si, que se abra com ele, coloque para fora as frustrações e a incentive a se tornar alguém melhor, que Bianca vai amadurecendo. O crescimento da personagem é gigante e gradual, e é lindo de acompanhar.

E é em meio a muitos altos e baixos, revelações e acontecimentos, que um novo amor surge, que uma nova Bianca aparece e nós somos presenteados com uma trama sensível, emocionante e viciante.

A verdade é que Bianca desperta as mais diversas emoções, ao mesmo tempo em que queremos matá-la, queremos pegá-la no colo e dizer que tudo vai dar certo, que tudo vai ficar bem.  O fato de ela mostrar que a verdade pode se esconder por trás de sorrisos e rebeldia, que a menina forte na verdade está quebrada e necessitando de apoio. E que nem sempre podemos ter tudo que queremos, na hora que desejamos. E que amar ás vezes significa deixar partir.

O ponto alto do livro em minha opinião foi à forma como a autora trouxe as consequências da falta de amor, de carinho, de atenção. O modo como ela trabalhou nas relações familiares. Nas diferenças humanas, já que todos nós estamos atados a erros e atitudes inconsequentes. Que às vezes erramos tentando acertar e como é importante não ter medo de recomeçar. E o romance puro, aquele que surge de uma amizade, que nós deixa inseguros e não querendo estragar as coisas, o amor verdadeiro que é capaz de se adentrar sem pedir licença, que rompe as barreiras e nós deixa sem nenhuma opção a não ser apenas amar e amar.

“Eric era o garoto perfeito, mas eu nunca seria a garota perfeita para ele e nós dois sabíamos disso.”


Jas Silva me conquistou pela simplicidade em sua escrita, pela leveza que ela conduziu a história. O livro é intenso, e eu fiquei tão vidrada querendo saber como toda aquela bola de neve de ações se desenrolaria que não conseguia parar de ler. Recomendo e muito.

Até a próxima! Bye.

Image and video hosting by TinyPic

Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG ATITUDE LITERÁRIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por