TOP 10: Os melhores seriados de 2015

29 dezembro 2015

Olá pessoas!

Esse ano está acabando e com ele, muitas séries bacanas já nos deixaram órfãos. Posso dizer que eu sou uma fanática de carteirinha por séries e o amor da minha vida, a paixão, aquele que me faz suspirar dia a dia não é um homem ( Rá-rá). É um canal pago chamado NETFLIX. E, quero deixar bem claro para vocês, isso não é de Deus não. Sério! Impossível não viciar nesse canal. Já assistiram o filme A Colina Escarlate? Não? Excelente! Bom, mas não foi para dizer sobre o filme que o citei, e sim para fazer uma pequena comparação. Minha casa está mais ou menos como a da Colina, e não, não é um exagero. Depois que conheci Netflix, só Jesus na causa.

Hoje estou aqui para falar para vocês as 10 séries que me fizeram chorar, arrancar os cabelos, suspirar, quebrar o controle da minha televisão e passar semanas em depressão.

Vamos conferir?




10 - DEMOLIDOR - SEASON 1


A parceria da Netflix com a Marvel não poderia ter sido melhor. Para mim, essa série é umas das melhores adaptações de HQ. Achei a qualidade incrível e o aspecto sombrio da história e da vida de Matt bem fascinante. Definitivamente, agradeço aos céus por essa série me fazer esquecer que um dia, Ben Affleck se aventurou como Demolidor. Não é surpresa para ninguém que eu sou Team Marvel, adoro super-herois, e nosso querido Matt não poderia ficar de fora nessa seleção das séries que me fizeram vibrar em 2015.


9 - THE FALL - SEASON 2


My God! O que falar dessa série? Eu já amava a atuação do Jamie em Once Upon a Time, quando fez uma participação pequena como um xerife. Em The Fall o ator conseguiu me surpreender pela capacidade de transmitir medo só em olhá-lo em cena. Não vou desmerecer a atuação de Gillian Anderson, a qual sou fã desde Arquivo-X, mas Jamie realmente arrasou. 

A série é um suspense policial. Gira em torno da Detetive Stella que é trazida pela policia para auxiliar na captura de um assassino que anda matando mulheres nos mesmos modus-operandi. Jaime interpreta um pai de família amoroso e psicopata. Quando me disseram que ele faria o Christian Grey, fiquei fascinada, pois Jamie em The Fall me lembra muito o lado sombrio de Grey, porém, acho que todos se decepcionaram pelo diretor não explorar isso dele. Um ótimo ator e que fez toda a diferença nessa série. Sem dúvida, foi uma das séries de 2015 que mexeu com o meu psicológico, pois há cenas muito perturbadoras.  


8 - GOTHAM


Para gente! O que foi essa série?
Ainda suspiro por Gordon!

Claro que antes de nosso famoso Batman, Gotham já existia, não é? E conhecer um pouco mais sobre essa cidade tão fascinante em várias perspectivas, foi a cereja do bolo dessa série. Aqui o Bruce Wayne ainda é uma criança e o Charada é um cara legal ( Rá-rá).

A série começa com o detetive James Gordon, iniciante na polícia de Gotham. Posso dizer com toda a certeza, Gordon é tudo de bom. Honesto, sincero e que quer realmente acabar com toda a criminalidade de Gotham. Ele é escalado para desvendar o assassinato dos Wayne e se torna desde então, amigo do garoto Bruce Wayne.

Uma ressalva: Amei o lado karatê kid de Alfred ( kkkkkk ) Para quem assistia os filmes do Batman e via aquele mordomo sem graça, apenas carregando a bandeja para lá e para cá, vão se surpreender. Alfred distribui RADUKEN na galera do mal. Vai véi, mexe com ele não!

A atuação de todos é impecável. O suspense, a trama, o enredo... Sem comentários. Adorei entender mais sobre o lado dos vilões, saber sobre a Fish, Pinguim e o que os levaram a serem tão maus. Olha que eu até gostei do Pinguim?  

Essa foi uma série que sem dúvida, me fez torcer algumas vezes para o lado do mau. Team Falconi!


7 - SENSE 8 


O que falar de SENSE8? 
Confesso que comecei assistir a série sem muita pretensão, só porque era dos mesmos criadores de Matrix. Ela me ganhou logo no primeiro capítulo.

A série de ficção se passa em vários países, mostrando a história e a origem de cada personagem.


Nem preciso dizer que o meu queridinho é o Will, né? 
Eu assisti essa série em 1 dia. Pasmem! Sim, Um dia! Netflix deve me amar! Ligada 24h!
A cada episódio uma surpresa nova, porém no começo é um pouco estranho para entender a ligação dos oito, mas achei sensacional os efeitos, fotografia, enredo. 
Cada personagem tem sua particularidade. Suas histórias de desenrolam de um jeito interligado ao outros, não dá pra explicar. 

Na primeira temporada ainda não deu para entender a causa dessa ligação direito e nem o porque ela acontece, estou esperançosa que venha uma segunda temporada aí para explicar essa história direitinho, pois tem muita coisa pra contar.

Essa foi uma série que me fez virar a noite assistindo e a chorar assim que apareceu o famoso " The end".


6 - ARROW 


Acho que Arrow dispensa comentários, não?
Estou na 4ª temporada e amando a cada episódio. Embora eu sinta muita vontade de estrangular o Oliver em alguns momentos, ele se redime sendo tão fofo com a Felicity. Bom, não há muitas coisas para discutir sem dar Spoilers, mas nessa temporada tô garrando um ódio ainda maior da Laurel, ô mulherzinha chata e desnecessária!

Oliver também as vezes é muito imaturo com os mi-mi-mi dele, mas tô amando a Felicity toda segura de si nesse novo relacionamento, colocando o Oliver na faixa etária dele: De homem macho e super-herói. Os vilões como sempre arrasam, e um em particular, está dando um trabalhão para o nosso arqueiro.
   
Eu amo essa série de paixão, mas ainda torço para que o Arqueiro cresça e pare de ser tão infantil às vezes.

5 - THE 100 - SEASON 2


A série é uma Aventura misturada com ficção científica. 
Uma guerra nuclear acabou com a Terra e restaram apenas 400 sobreviventes que estavam em uma estação em órbita. Após quase 100 anos, a estação que já contava com 4 mil habitantes, envia 100 jovens condenados para a Terra, para saber se ela já está habitável por causa da radiação. Só que quando eles aterrizam, descobrem que não estão sozinhos. Nativos, Homens da Montanha e Ceifadores deixam o clima dessa série pra lá de agitada. 

Eu amei as duas temporadas. A história é excelente e toda a guerra envolvida na trama é justificável. Foi uma série que me eletrizou e me fez chorar em alguns momentos. 

Tô em depressão esperando a terceira... :( 


4 - BLIDSPOT - SEASON 1


O que você faria se tivesse essas tatuagens cabulosas?
Bom, Blindspot conta a história de um agente do FBI que, misteriosamente, se vê em meio a uma conspiração. Tudo começa quando Jane, a mocinha tatuada, é encontrada nua no meio da Times Square, com o corpo coberto de tatuagens. Nas costas, o nome de um agente do FBI Kurt Keller ( suspiros para esse homem, não posso ver um gatão de farda ). E todas as tatuagens dela, apontam para algo que tem ligação com casos do FBI. Tudo é um mistério, principalmente porque a mulher não sabe nem quem ela é. Bom, pelo menos é o que parece. É uma série policial que vai deixar você meio zonzo e boquiaberto com os desfechos de cada episódio. Acho que nem Holmes acertaria de onde essa mulher veio.

Ainda não sei o que achar dessa série, mas ao meu ver, nem tudo é o que parece!
Ótima série para quem gosta de investigação.

3- THE FOLLOWING 



Kavin Bacon é e sempre será meu queridinho. Desde a época de Footloose ( repararam que sou pré-histórica, né? )
A terceira série finalizou agora em 2015 sem perspectivas de uma nova. E eu choro todos os dias quando me lembro disso.

Eu a acompanhei com uma amiga, a Drizinha, que é apaixonada pelo Joe ( ainda bem, porque se fosse pelo Ryan ela iria tomar uns cascudos, sou extremamente possessiva com meus personagens ).

Eu super me identifiquei com The Following por causa das obras de Edgar Alan Poe, que é citada na série inteira, pois Joe Carroll é um assassino maluco psicótico que admira as obras do autor e tenta recriar em seus assassinatos, passagens das obras de Poe. Ele cria um culto meio religioso de Serial Killers que fazem o que ele manda, e acreditem, tudo mesmo. 
Ryan é o agente do FBI que come o pão que o diabo amassou nas mãos dele. Ele o prendeu uma vez no passado e acabou se envolvendo com a mulher do maluco psicótico de rosto bonito e amigável ( ahahaahah) mas só a cara. Ele faz de tudo para capturar Joe outra vez e isso vira quase que uma obsessão de ambas as partes. Inclusive do Joe que tem um recalque fodido de Ryan por ele ter pego sua esposa. 

Para mim, foi uma das melhores séries que assisti nesse ano. Eu assistia episódio atrás do outro e fiquei numa ressaca desgraçada quando acabou. Ainda lembro das maldades de Joe todas as vezes que leio Poe. Um suspense policial que vai fazer você perder o fôlego e entender o que se passa na mente de uma pessoa com valores deturpados e mentes criminosas. 



2- GAME OF THRONES 


Acho que essa série dispensa comentários.
Simplesmente sensacional. Não consigo falar dela sem chorar pela falta que ela me faz.
Sem chorar por tantos personagens que eu amava terem morrido. E sem chorar pelo final da última temporada. Tudo que eu falar aqui será Spoiler, então, se você ainda não viu, VEJA!
A série toda é perfeita, mas está longe de ser fiel aos livros de Martin. 

1- THE WALKING DEAD 


The Walking Dead se tornou um imenso fenômeno.
Eu, claro, fã roxa da série, estou a me descabelar querendo a volta da temporada.
Garro um ódio nessa coisa de ( parte 1 e parte 2 ) aff!
Todos sabem que a série é dividida em 8 capítulos a temporada na parte 1 e oito na parte 2, então, agora veja se isso é de Deus? É não, cara. Sou extremamente ansiosa, e fico contando os dias no calendário para a volta da série.

Quando comecei, eu achava que seria aquela coisa tosca tipo A MADRUGADA DOS MORTOS, mas caí do cavalo. Embora a série aborde o tema APOCALIPSE ZUMBI, está longe de ser apenas isso. Gosto da forma em que a série retrata as dificuldades de se viver em grupo, de se manter vivo sozinho e a transformação de personalidade de uma pessoa que tem que fazer de tudo para se manter vivo, até mesmo matar um ente querido. 

É esse lado humano abordado na série que me cativou. O crescimento de certo personagens e a mudança de vilões para bonzinhos e vice-versa. O jogo de poder mesmo em meio a uma era apocalíptica e as desavenças por causa do mesmo. O terror psicológico que é exercido na vida deles e com que forma cada um lida com suas dificuldades. E, mesmo às vezes, rodeados de desesperanças, eles conseguem forças para seguir mais um dia, acreditando que de uma forma ou de outra, se conseguirem se manter vivos, há uma chance de serem felizes. 

The Walking Dead me lembra muito um lema de um filme do Van Damme: RETROCER NUNCA, RENDER-SE JAMAIS!

Nem vou falar dos personagens, porque cada um tem a sua singularidade. Embora o contexto de tudo sempre foque no Rick Grimes, a história de cada sobrevivente é tão linda quanto, as lutas, os esforços e a união do grupo, é o que ainda os mantém vivos. Até mesmo porque não só são ameaçados por zumbis, os seres humanos,  mesmo após tudo isso, ainda é o maior vilão. 

Só acho que quando acabar The Walking Dead, eu entrarei para sempre numa deprê profunda!


Apesar de ter citado apenas 10 séries, eu assisto no mínimo umas trinta. Mas queria dividir com vocês as que mais me marcaram esse ano. Espero que tenham gostado.

                                                                  
                                                             Bjus e até a próxima.











3 comentários

  1. Morri de rir com esse post.

    Conheço algumas, mas as outras só acompanhei alguns episódios.

    THE FALL me impressionou a atuação do Jamie e concordo totalmente que a direção de 50 Tons não sou explorar esse lado dele que é brilhante na série.

    ARROW é uma das que sempre acompanhava, mas por falta de tempo não vejo mais.

    THE FOLLOWING é demais! Adoro!

    Adorei as dicas e anotadas.

    ResponderExcluir
  2. Mulheeeeeeer, cê assiste mesmo série, hein?
    Tô nessa também, mais de 15 séries nas costas e sempre adicionando mais, vida social pra quê?!
    Adoooooooro demais TWD e GOT, somos duas que entraremos em depressão com o final de TWD, já me sinto mal nos hiatus... :'(
    Sense8 comecei esperando muito por causa dos comentários dos outros mas acabei nem gostando tanto quanto todos. Estou começando The 100 e pretendo assistir Blindspot em breve. 2016 que me aguarde, ahahahah.

    Adorei o seu blog, já estou seguindo pra acompanhar :D

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir

© BLOG ATITUDE LITERÁRIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por