Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

[RESENHA] Desejo Proibido, Série Pound of Flesh, Vol. 01 - Sophie Jackson / Editora Arqueiro




Desejo Proibido, Série Pound of Flesh, Vol. 01 - Sophie Jackson


Sinopse: Seu amor é proibido, mas não pode ser ignorado. Katherine Lane nasceu em berço de ouro. Filha e neta de senadores, a bela ruiva de olhos verdes e curvas perfeitas se formou em Literatura e surpreendeu a todos ao decidir dar aulas em uma penitenciária. Mas quando Carter, um detento inteligente e perigosamente sexy, desperta ao mesmo tempo a raiva e o desejo de Kat, ela é forçada a admitir para si mesma que a decisão de lhe dar aulas particulares pode ter sido motivada não pela generosidade, mas sim pela crescente atração entre os dois. Embora a família e os amigos de Kat temam que a paixão destrua sua carreira e sua vida, tudo o que ela quer é ficar com esse homem que a faz sentir-se completa. Porém Carter guarda um segredo que tanto pode unir seus destinos para sempre quanto afastá-los de uma vez por todas.“Bem escrito e viciante. Impossível parar de ler.” – The Romance Cover
 SKOOB  AMAZON ❤ COMPARE&COMPRE 


Como seres humanos, é de nossa natureza criar pré-conceitos e julgar. Costumamos bater para depois perguntar, nos falta empatia, generosidade e humanidade. Não que isso ocorra a toda hora, em todas as situações, mas sim, mais cedo ou mais tarde, em algum momento você irá deslizar, pode ser diante de um acontecimento que vá contra ao que você acredita, seus princípios, ou aquele ser humano que infelizmente não teve as mesmas oportunidades que você, que cometeu algum erro, que fez a coisa errada, ou apenas não é de seu meio social.

Entretanto sou daquela que acredita que a vida tenha sua própria maneira de ensinar. Que o destino tende a nos levar por caminhos espinhosos, dolorosos, repleto de obstáculos, mas sempre nos guiando em direção ao que ele realmente quer. Fazer-te confrontar com o passado, te curar, libertar, ensinar ou apenas te dar mais uma chance. Quem sabe, resolver aquela pendência a qual, nem você mesma lembrava.

DESEJO PROIBÍDO, fala exatamente sobre isso. Da quebra de preconceitos, segundas chances, entrega, superar seus medos, recomeços. Abordando temas reais, que nos levam a reflexão. Um romance que foca não apenas na relação atípica de amor entre os protagonistas da trama, mais que vai além. Nos apresentando um enredo peculiar, surpreendente, viciante e  muito bem escrito. Fiquei encantada pela obra, vidrada a cada capítulo, apreensiva em diversos momentos, temendo que o pior acontecesse e quando cheguei ao fim fiquei emocionada e mais que satisfeita com o desfecho maravilhoso.



Katherine Lane é professora de Literatura Inglesa, uma jovem de 25 anos, linda, determinada e guerreira. Uma mulher que sabe o que quer e que batalha a cada dia para superar seus traumas. Fantasmas estes que foram adquiridos ainda quando criança, aos 9 anos, quando presenciou a morte brutal de seu pai. Contudo, Kat vai contra tudo e contra todos – família e amigos -, e começa a lecionar em uma penitenciária. Ela quer cumprir a promessa que fez ao seu pai e ser capaz de enfrentar seus medos de frente.

Kat acredita estar fazendo a coisa certa, um bem maior, ajudando aqueles que necessitam de uma nova chance, se reintegrar. E com o passar dos capítulos e a maneira atenciosa e carinhosa com a qual ela exerce sua profissão, você se dá conta do quanto realmente é importante para ela isso. A dedicação de Kat e sua determinação são tão grandes, que quando um novo detento – indisciplinado, arrogante e difícil -, é posto em sua aula e precisa de ajuda para conquistar a liberdade condicional, ela não pensa duas vezes em se oferecer para ajudar. Tornando-se assim, sua tutora.

Carter possui uma extensa ficha criminal. Apesar de ser extremamente inteligente, ele passou a vida metendo os pés pelas mãos. Ele tende a fugir dos problemas, tomando decisões erradas e agindo do modo inconsequente. Entretanto, ele tem consciência dos erros, mas lhe falta motivação, algo que o faça querer lutar por uma vida melhor. Que o instigue a ser uma pessoa melhor, pelo menos para si mesmo. Já que Carter é um amigo generoso e fiel. Mas ele também possui seus segredos, e acaba de encontrar sua “Pêssegos”. Apesar de toda máscara rebelde, Carter é um ser incrível.

“Kat, você é a única pessoa que pode. Você o coloca em seu devido lugar, não abaixa a cabeça para as grosserias dele. Tocou-o de uma maneira que ninguém mais conseguiu.”

Carter e Kat precisam conviver. Ela está mais do que disposta a ajudá-lo, o problema é que para conseguir a liberdade condicional, Carter também precisa se ajudar, e é Kat quem o faz enxergar isso, ela não abaixa a cabeça diante de sua agressividade e arrogância, ela o instiga e fascina.  E as aulas que começaram dentro da prisão, naquele ambiente hostil e frio, logo dão lugar para esperanças e calor. Kat descobre que Carter é muito mais do que deixa transparecer, ele é inteligente e juntos eles passam a ter momentos muito agradáveis, conversas espertas e risadas. Carter passa a admirar e respeitar a jovem que com afinco tenta ajudá-lo, ela não o teme, não o julga, não o inferioriza. O problema é que toda essa névoa de sentimentos, atração, tensão sexual e desejo que paira sobre eles é proibida. Eles são professora e aluno, tutora e presidiário.

“(...) Sei como é cumprir sua palavra porque você não tem outra escolha, pois ama tanto aquela pessoa que seria uma tragédia se não fosse até o fim.”

O Desejo pode ser proibido, mas tudo neste romance parece ser o encaixe perfeito e mais que certo. É intenso,  voraz e  indomável. E mesmo que relutantes, eles acabam envolvidos. Kat está absorta por sentir seu coração novamente aquecido, feliz por se afastar pelo menos um pouco de toda a dor da perda de seu pai. Carter pela primeira vez para pra pensar em tudo que fez ao longo dos anos, desejando ser capaz de apagar todo seu passado e quem sabe poder ter em mãos um novo futuro. Eles são incríveis juntos, mas mesmo parecendo tão certo, é proibido. Kat está com sua carreira em risco, em guerra com sua família e amigos, Carter tem sua liberdade por um fio e muita gente desejando seu fracasso e queda.

"Seu gosto forte, com uma pitada de fumaça. Era sublime. Era como se ela tivesse procurado por ele durante toda a vida. Ele fazia sua cabeça parecer leve e pesada, excitada e apavorada, tudo ao mesmo tempo."

Amei cada página deste livro. Os personagem são fortes, determinados, seguros. Sabem o que querem. O relacionamento deles é intenso e muito bem construído, não existe joguinho, mimimi ou frescura, eles conversam e se apoiam. São honestos um com o outro, conversam, não tem medo de expor o que estão sentindo. Eles crescem, aprendem, amadurecem, passam a questionar seus próprios traumas e a enfrentar seus medos.

"O amor deles estava além das palavras, além da razão, além até mesmo deles dois. Era indescritível, inexplicável, mas inquebrável e inabalável. Sua conexão, o laço que compartilhavam, tinha levado dezesseis anos para ser construído. Mesmo que eles não tivessem se reencontrado, se houvessem seguido a vida, um dia monótono após o outro, ainda assim teriam sido parte um do outro, uma parte silenciosa e integral que sempre existiria, enquanto ambos vivessem."

O que mais me atraiu na leitura, foi a autora ter abordado um tema tão incomum, nos fazendo questionar: Qual o papel dos ex-presidiários na sociedade? Fazendo-nos refletir nosso próprio preconceito e julgamento em relação a estas pessoas e suas escolhas.



Amei a escrita da autora, ela possui uma maneira muito delicada e sutil de abordar um tema tão complexo e controverso. Gostei da maneira como ela teve o cuidado de abordar a passagem de Carter pela prisão, sem deixá-lo em absoluto como um “vilão”. A forma como ela nos mostra que nem sempre é sobre a necessidade de dinheiro e poder, que crimes também são cometidos por falta de sentimentos e afeto, por escolhas erradas que não precisam ser apenas do ser em questão – família e amigos. Que somos muito pequenos para julgar o próximo. Não que todos que estão presos não tenham sua parcela de culpa, alguns realmente merecem pagar pelo que fizeram e são verdadeiros monstros. É que ela apenas abre nossos olhos, para que não sejamos tão extremistas quanto ao nosso julgamento, tomando todos como iguais, quando na verdade não são.


Até a próxima! Bye.
Image and video hosting by TinyPic

CONVERSATION

5 comentários:

  1. Eu adorei esse livro e nem preciso dizer o que acho da resenha neh? PERFEITA como sempre Bia <3

    Carter é amor <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Driiiii. Amei o livro. <3 <3 <3 Love You.

      Excluir
  2. Depois da sua resenha eu fiquei super curiosa para conhecer essa história :D

    Beijos ,
    Gleyce Garcia .

    Blog P.S. Believe And Live : http://ps-believeandlive1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. De fato eu nunca me interessei muito por livros com essa temática, mas esse está sendo um dos únicos que eu sinto realmente vontade de ler, que realmente me interessa. Acho que a minha lista de livros vai aumentar esse ano drasticamente. Adorei o seu blog, já está nos meus favoritos.

    Meu Blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece exatamente o mesmo comigo! Não tinha vontade nenhuma, e me apaixonei!
      Logo tem resenha: www.cantinhodacaro.com

      Excluir

Back
to top