Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

[RESENHA] Insano – Andy Collins / Editora PL







INSANO - Andy Collins

Sinopse: Gael Trent Malloy é o famoso vocalista da banda de Rock Originals. Depois de um trágico acidente no palco que o deixa impossibilitado de andar, o sexy vocalista tenta recuperar seus movimentos com a ajuda dos seus amigos. O que ele não esperava era que, ao longo dessa jornada seu caminho cruzasse com o de Hanna Daves, a doce pintora que consegue quebrar suas barreiras sem nem ao menos mover um músculo. Com ela, ele vai descobrir que suas limitações físicas não são nada diante do que a consome. Ele nunca quis ser a salvação de ninguém, até hoje. 
 SKOOB ❤ AMAZON 

Quando iniciei a leitura tinha em mente um tipo de enredo pré-definido, algo que acabei criando diante da divulgação e a capa de tirar o fôlego. E errei feio.  Estava esperando um roqueiro cheio de atitude, marra, badboy total, com aquela pegada incorrigível, que ao longo da trama sofra redenção. Pois é, ele até foi isso tudo, mas de uma maneira totalmente diferente do que eu esperava, não que tenha me decepcionado, de modo geral amei o livro e ele até me surpreendeu em diversos momentos. Entretanto, não cai de amores, eu apenas gostei do Gael, que é o protagonista, mas me apaixonei pelos personagens secundários e estou ansiosa para conhecê-los melhor.

Mesclando arte e música, com roqueiros de tirar o fôlego e uma trama com muitos segredos e reviravoltas, INSANO tornou-se uma leitura rápida e atraente.

Conheça Gael, que junto com Braden, Micah e Josh formam a banda "Originals". Gael é o estereótipo do roqueiro de sucesso, arrogante, egocêntrico, sexy e talentoso ao extremo. Um homem acostumado a ter tudo o que quer e deseja, em um piscar de olhos. Pelo menos esta é a impressão que ele quer passar logo de inicio.

"Não quero apenas você, quero torná-la inacessível para qualquer outro."

Hanna é uma jovem cercada por uma aura de mistério. Pintora talentosa, voluntária em um hospital e professora de arte para menores detidos, esta mulher tem um coração gigante e uma personalidade marcante. Entretanto, por trás de toda delicadeza e bondade, Hanna esconde marcas de uma vida regada a rejeição e dor. Como forma de escape ela pinta, apenas por hobby, ou melhor, apenas como fuga, a pintura tornou-se sua válvula de escape, a maneira que ela encontrou de se desligar do mundo. E isso pode acontecer durante dias, onde ela fica trancada em seu estúdio apenas em companhia de seus pinceis e tela.

"Não há nada ali, nada em especial, apenas tinta jogada, sem sentido.Assim  como a minha vida."

Durante um show, Gael sofre um acidente e é levado para o hospital em que Hanna é voluntária. É lá que eles se conhecem e apesar de toda arrogância de Gael, e seu jeitão to afastando todo mundo, a atração entre eles é inevitável. E mesmo que lutem contra, quando se dão conta já estão mais do que envolvidos. Mas... como toda história de amor tem que ter um obstáculo, a de Hanna e Gael tem prazo de validade, dois meses é todo o tempo que eles possuem para ficarem juntos. Gael precisa voltar para a turnê, e eles precisam encontrar um ponto de equilíbrio ou aceitarem o fim iminente.

"Ele sentia que sua vida estava entrando nos eixos.Ela sabia que seu coração ia ser esmagado."

O romance entre Gael e Hanna é uma delicia de acompanhar. Juntos eles são como fogo e gasolina e não possuem medo de se jogarem em um envolvimento físico e correndo o risco de perderem seus corações. Gael que era todo autossuficiente, acaba se revelando um homem de muitas facetas, todo possessivo, ciumento, doce e por incrível que pareça romântico. Já Hanna que parecia introspectiva se revela uma mulher ousada, forte e capaz de superar todos os obstáculos impostos a ela. O crescimento de ambos ao longo da história é notável e admirável.

"Minha doce pintora é a obra de arte mais bela já criada nessa humanidade."

Amei a banda de modo geral. A união e a amizade que eles possuem é invejável. Eles são o alicerce um do outro.  Uma verdadeira família. Quero mais deles, já tenho meu preferido e estou louca o aguardando.

"Você encheu minha vida de cores. Deixe-me tocar a sua alma."

Gostei da maneira como a autora trabalhou um tema polemico de modo sutil. E a forma como ela trouxe leveza a histórias com personagens que nos proporcionam muitas risadas. Perdão, família, amizade, superação, são os temas chaves desta história. Achei que o final ficou com aquele gostinho de que faltou algo, mas eu sou a louca que ama epílogos com finais mais que felizes e açucarados, então não se preocupem isso não interferiu na qualidade da obra.


A autora eu deixo meus parabéns. Sua escrita é envolvente e bem construída. Ela sabe dosar os elementos nos deixando encantados e viciados em seu enredo.

Então, fica aqui minha indicação. Se você está procurando por um romance sensual, com um bom pano de fundo, você precisa ler INSANO. Rock, arte, amizade e amor.


Até a próxima! Bye.

Image and video hosting by TinyPic

CONVERSATION

2 comentários:

  1. Insano é maravilhoso, quando lia me apaixonava por outros perdonagens alem dos principais, impossivel nao terminar o livro querendo mais, adoro a autora, Andy é perfeita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Sim, conforme vamos lendo é impossível não se apaixonar pelos demais personagens.
      Andy escreve super bem, estou ansiosa pelos próximos lançamentos.

      Beijos.

      Excluir

Back
to top