[RESENHA] Subindo Pelas Paredes - Alice Clayton / Benvirá

30 abril 2016




SUBINDO PELAS PAREDES - Alice Clayton

Sinopse: A primeira noite de Caroline em seu novo apartamento é uma promessa de que dias e noites agitados virão. Ela não poderia imaginar que dividiria a fina parede do seu quarto com um cara capaz de deixar uma mulher completamente maluca na cama. Aliás, uma não, Caroline já contou pelo menos três gritos e gemidos diferentes. Conviver toda madrugada com a animação do apartamento ao lado deixa Caroline ainda mais afundada na crise sexual que a acompanha há tempos. Mas ela nem sequer pode imaginar que o vizinho que ela abomina talvez seja o único capaz de lhe trazer de volta seus orgasmos. Em Subindo pelas paredes, Alice Clayton mistura humor, paixão e boas doses de sensualidade, capazes de fazer qualquer uma cair de joelhos e se apaixonar.
 SKOOB ❤ AMAZON ❤ COMPARE&COMPRE 


Quando comprei o livro SUBINDO PELAS PAREDES, estava prepara para me surpreender. Entretanto, isso não aconteceu. Não me entenda errado, de modo geral eu gostei da obra, mas confesso que ela me decepcionou. Realmente não sei o que esperava exatamente, talvez mais ação, emoção, um romance diferente...

Com um enredo leve e despreocupado, SUBINDO PELAS PAREDES é uma comédia romântica de final previsível. Caroline Reynolds é designer de interiores, inteligente, bonita, independente e divertida. Seu problema é ter um péssimo histórico de relacionamentos, ela sempre se envolve com os homens errados. Junto com seu gato Clive, ela acaba de se mudar para São Francisco e o que era para ser maravilhoso começa a desabar já em sua primeira noite em seu novo apartamento. Seu vizinho parece ter uma vida noturna muito ativa e barulhenta. E isso acaba por se repetir nas noites seguintes, levando Caroline ao seu limite, dando-lhe corajem o suficiente para bater em sua porta e acabar com a farra. Simon, é o culpado por seu infortúnio. Um homem atraente e sexy. Um fotógrafo que gosta de desfrutar dos prazeres da vida de maneira leve e desimpedida.

"Maldito Trepador de Paredes - assobiei petrificada.  Seu sorriso se desfez enquanto ele tentava me identificar.   - Maldita Garota do Baby-Doll Cor-de-Rosa - concluiu. Fez uma careta.   Nos encaramos, e o ar entre nós se tornou elétrico, estalando e vibrando."

Como possuem amigos em comum, acabam por se encontrar em algum momento da trama. E pelos amigos que possuem, que acabam se tornando casais, decidem fazer uma trégua, afinal de contas terão que conviver. Entretanto, essa convivência acaba destruindo as primeiras impressões erradas, dando espaço para uma bela amizade, que acaba por ganhar um tom mais envolvente, transformando-se em desejo e amor.

“Quando vi – ou melhor, ouvi – Simon pela primeira vez, jamais poderia ter adivinhado, mas ele estava rapidamente se tornando uma das minhas pessoas favoritas. Eu estava totalmente errada quanto a ele.”

É importante ressaltar que os personagens secundários são fundamentais. E trazem muita diversão e leveza ao enredo.

De modo geral, depois do inicio lento, você consegue engrenar a leitura e ela torna-se fluida. Com cenas divertidas e diálogos carismáticos. Para leitores que estão procurando por uma leitura leve, para passar o tempo, SUBINDO PELAS PAREDES é uma ótima opção. E mesmo que este seja apenas o primeiro livro de uma série, o final é satisfatório e não deixa brechas ou sofrimento. Pode ler sem medo.



Esta foi minha terceira leitura do #DesafioAtitudeLiteraria1


Até a próxima! Bye.
Image and video hosting by TinyPic

2 comentários

  1. Absolutamente amei esse livro, uma leitura leve, divertida acho que o algo mais que faltou foi às cenas românticas entre Simon e Caroline, eu achei que faltou mas cenas dos personagens juntos, mas em geral amei o livro, e amei sua resenha, bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooooiii. Eu também senti falta das cenas românticas entre eles. Estou bem ansiosa pela sequencia, quem sabe a autora nos surpreende.

      Excluir

© BLOG ATITUDE LITERÁRIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por