Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

[RESENHA] Beleza Perdida - Amy Harmon / Verus Editora




BELEZA PERDIDA - Amy Harmon

Sinopse: Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose... até tudo na vida dele mudar. Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido. Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.
 SKOOB  AMAZON ❤ COMPARE&COMPRE 

Uma lição para nunca se esquecer. BELEZA PERDIDA, me roubou o fôlego, me deixou chorando litros ao mesmo tempo em que me pegava sorrindo. Contraditório? Não, apenas uma bagunça emocional. Ainda tento compreender o que realmente me tocou tão profundamente na obra e a única conclusão ao qual eu chego é que foi ela de modo geral.

Alguns livros possuem o poder te fazer refletir, te inspirar e te ensinar. E com certeza, BELEZA PERDIDA, vai muito além. É o tipo de livro que vira uma parte de você. Que te deixa de ressaca literária. O tipo de livro que vai bater fundo em sua alma, porque você se surpreendeu com o quão real a história pode ser. E teve seu coração dilacerado e transbordante por tudo que vivenciou durante a leitura. Falando sobre amizade, superação, recomeços, cicatrizes tanto físicas quanto emocionais, medos, inseguranças e um amor puro e verdadeiro, você encontrará não apenas uma lição ou reflexão, mas sim várias.

Cinco amigos. Uma escolha. Uma tragédia. Um recomeço. Uma amizade que te deixará sem fôlego, com o coração apertado, muito orgulhoso e feliz. A beleza nos pequenos detalhes. Aprender a viver, a aceitar e a seguir.

Dona de um coração de ouro e uma personalidade doce, Fern me conquistou, foi uma identificação imediata e eu desejei poder me tornar sua amiga. Uma jovem generosa, que nutre sentimentos puros e verdadeiros por Ambrose. Entretanto, ele é perfeito demais, lindo ao extremo, e ela feia e sem graça. Mas, a verdade é que a enxergam com os olhos errados, da maneira mais superficial e cruel que existe, pois Fern é linda e mesmo quando humilhada, magoada e menosprezada seu coração permanece inabalável.

"Se Deus fez todas as nossas faces, ele riu quando me fez?"

Ambrose é a estrela do time de luta. O cara popular, lindo, talentoso, aquele em que todos apostam e seguem de olhos fechados. Por isso quando decidi que irá se alistar após o atentado de 11 de setembro, seus amigos não hesitam e encaram o desafio junto com ele, o que ninguém esperava é que ele voltaria sozinho e totalmente modificado. Física e emocionalmente.

 Bailey é filho do treinador, cadeirante, portador de uma doença degenerativa - ele tem distrofia muscular -, entretanto é dono de um coração maior que ele. Um jovem de fé, altruísta, cheio de vitalidade. Em minha opinião, ele por diversas vezes rouba a cena. Os diálogos que o envolvem são inteligentes e cativantes. Eu não pensei que fosse me sentir tão envolvido por este personagem, mas sim, ele foi incrível e por diversas vezes me levou as lágrimas. Sua amizade com a Fern, à maneira como ele interfere na história faz dele muito mais do que um mero coadjuvante.

"Bailey não enxergava a vida da maneira como todos os outros enxergavam. Tinha se tornado muito bom em viver o momento, sem olhar muito longe para o que poderia vir."

Eu me preparei para as lágrimas assim que li a sinopse, mas não foi o suficiente, não apenas pelo drama, mas por todas as emoções que te preenchem, como esperança e ensinamentos. O livro é inspirador e totalmente apaixonante. É importante salientar que ele não foca apenas no romance, ele fala sobre os dramas de quem volta da guerra, de que as vezes é preciso enxergar com os olhos do coração e de como é difícil aceitar aquilo que não podemos mudar. BELEZA PERDIDA, não é um livro com dois personagens centrais, ele é um, onde todos os personagens tem seu papel fundamental.

“A verdadeira beleza, aquela que não se desvanece ou se esvai, precisa de tempo, de pressão, precisa de uma resistência incrível. É o gotejamento lento que faz a estalactite, o tremor da terra que cria as montanhas, o constante bater das ondas que quebra as rochas e suaviza as arestas. E da violência, do furor, da ira dos ventos, do rugido das águas emerge algo melhor, algo que de outra forma nunca existiria. E assim suportamos. Temos fé na existência de um propósito. Temos esperanças em coisas que não podemos ver. Acreditamos que há lições na perda e no poder do amor, e que temos dentro de nós o potencial para uma beleza tão magnífica que o nosso corpo não pode contê-la.”

A autora é tão incrível e não permite em nenhum momento ser previsível. Sua escrita é sutil, inteligente e viciante. Ela sabe como nos deixar emocionados, encantados e chocados. Sabe debater assuntos complexos e nos fazer refletir.

Eu fui totalmente arrebatada por essa história. E sem dúvidas a RECOMENDO. Você precisa ler, se permitir ser envolvido e deixar que essa história toque sua alma. Sei que independente do que diga, jamais serei capaz de descrever em palavras tudo que senti e o quão bela ela é. Por isso posso apenas torcer para que você leia e descubra por si mesmo.

''Acho que é por isso que a Fern sempre gostou tanto de ler. Os livros permitem que as pessoas sejam quem elas querem ser, para escapar de si mesmas por um tempo.''



Até a próxima! Bye.


CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top