AZEITONA - Bruno Miranda

Sinopse: Ian e Emília não trocaram mais que duas palavras desde que começaram a estudar juntos, mas é o nome dela que vem à mente dele quando precisa de uma parceira para um plano mirabolante: participar de um reality show sobre casais adolescentes que vão ser pais. Isso em troca de um cachê capaz de resolver todos os seus problemas. Ian tem dezesseis anos e foi criado pela irmã, Iris, que precisou abrir mão de oportunidades na vida para cuidar dele. Agora, quando ela finalmente vai conseguir se formar na faculdade, ele se sente na obrigação de retribuir de alguma maneira. Emília, aos dezessete anos, não quer retribuir nada a ninguém – pelo contrário, seu sonho é sair de casa o quanto antes para não discutir mais com a mãe, com quem sempre teve uma relação conturbada. O fato de que eles não são um casal nem têm planos de ter um bebê de verdade parece apenas um detalhe. Mas a vida reserva surpresas, nem sempre boas, para quem acredita que é fácil inventar a própria história. O romance de estreia de Bruno Miranda, criador do canal Bubarim, no Youtube, é uma história divertida e tocante sobre relacionamentos familiares.
* Livro cortesia da editora parceira.
✐ SKOOB ✐ AMAZON ✐ COMPARE&COMPRE 

Para, volta, acho que pisquei e perdi alguma coisa.

O que? Isso é loucura.

Que confusão.

Fiz algum sentido? Pois é, a obra tem esse poder de nos deixar desnorteados.

Confesso, foi a primeira vez que ouvi falar em Bruno Miranda, nunca tinha visto um vídeo seu ou me ligado que estava embarcando no mundo das letras.

AZEITONA é o tipo de livro tão repleto de confusão, maluquices e cenas surreais. Em alguns momentos julguei que tudo estava obvio demais, mas a verdade é que muitas das teorias que criei ao longo da leitura estavam equivocadas e foi divertido ser surpreendida. Às vezes queremos tanto uma coisa, que apenas nos esquecemos de olhar em volta e prestar atenção em tudo que isso envolve.

Ian está com dezesseis anos, é um jovem tranquilo, quase que normal, que foi criado apenas por Iris, sua irmã mais velha desde os seus seis anos de idade. Devido a isso, Ian sempre viu sua irmã se colocar em segundo plano, abrindo mão de sua vida, sonhos, planos e futuro para que ele pudesse ter tudo - dentro da medida do possível -, e isso o tem incomodado, o deixado com o sentimento de culpa, de inutilidade, desejando de alguma forma ser capaz de ajudá-la, principalmente agora que ela está grávida. E é justamente no meio dessa confusão que se encontra, diante da necessidade de se fazer presente e ajudar, que uma proposta inusitada e inesperada cai sobre seu colo, ele é convidado a participar de um reality show para jovens pais. O motivo: estava na sala de espera enquanto sua irmã consultava e a produtora do programa, acreditou que aguardava sua namorada.

Aí você pensa, era só desmentir, contar a verdade e tal... Só que caros leitores, a proposta de participar deste reality, vem acompanhada de um cachê bem gordo. Para Ian isso é um sinal do universo, a salvação, a solução de seus problemas. Ele só terá que arrumar uma namorada grávida, ou uma amiga que aceite se passar por sua namorada e fingir estar grávida. Fácil e simples... só que não.

Emília tem dezessete anos, é uma menina tímida, calada, que estuda na mesma sala que Ian. Ela mora com seus pais, mas sua relação com a mãe é conturbada e difícil, por isso nutre o desejo morar sozinha assim que completar dezoito anos. Por esta razão quando se vê em meio a uma confusão de câmeras, microfones e uma proposta maluca, que tem tudo para dar errado, seu primeiro impulso é sair correndo e recusar, mas então... pensa melhor, fica ciente da quantidade de dinheiro envolvido e tem em suas mãos a chave de sua liberdade.

O problema é que Ian e Emília não são amigos, na verdade eles mal trocaram duas palavras ao longo de suas vidas. Assim como, Emília não está grávida e para ajudar tem um namorado, namorado esse que não é Ian. Deu para sentir a maluquice e a quantidade de confusão que esses dois vão se meter? Pois é, agora multiplica por cem.

“Não espere até perder alguém pra começar a pensar em consertar as coisas.”

Ian está tão determinado em fazer dar certo seu plano que até nós leitores ficamos agoniados na expectativa de saber se ele será bem sucedido ou não, com o passar dos capítulos notamos o quanto se preocupa com a irmã e que suas intenções são as melhores possíveis. Ele não quer prejudicar ninguém, na verdade só deseja ser capaz de aliviar o fardo das costas de Iris. Ian é encantador, uma boa pessoa, inteligente, divertido, um pouco inconsequente, mas que jovem não é? Já Emília só precisa de um pouco de atenção, carinho, se sentir especial e de alguma forma Ian parece trazer tudo isso. Não vou mentir, teve momentos em que minha vontade foi de estrangular a Emília.

“Enquanto você tentar se completar com qualquer outra coisa que não seja amor de verdade, você vai só se inflar como um balão de festa; quanto mais cheia mais frágil.”

AZEITONA é uma leitura leve, fofa, simples e que ainda assim consegue ser marcante. O ponto alto da trama em minha opinião foi à relação entre Ian e Iris, que é amigável e de grande cumplicidade, Iris o trata com verdadeiro amor e se preocupa com Ian e vice versa, os diálogos entre eles são sempre afetuosos e no final do livro essa relação apenas explode de uma maneira tão intensa, que senti meu coração apertado. Outro ponto que acho válido mencionar é que o autor fez um bom trabalho em falar sobre MENTIRA, mostrando que sempre irá precisar de uma nova mentira para se sustentar e sim, tem perna curta e mais cedo ou mais tarde virá à tona com suas consequências. O que me desagradou na obra é que senti que o romance ficou totalmente em segundo plano e fiquei na dúvida se me convenceu ou não no final, ainda que tenha achado doce e fofinho. Quando iniciei a leitura esperava algo totalmente diferente, mais focado no reality em si e na “Azeitona”, mas acabou que isso também ficou em segundo plano.

BRUNO MIRANDA tem uma escrita leve e divertida. Depois que terminei a leitura procurei seus vídeos no youtube e encontrei muito da irreverência de seu personagem Ian, nele próprio. Entretanto preciso ser honesta e dizer que não achei o enredo tão fluído, tive dificuldade de me envolver com a trama inicialmente, mas depois de uns trinta por cento da leitura, fiquei curiosa e segui vidrada na leitura. O final da história me surpreendeu bastante e amei a carga dramática que foi capaz de empregar na história.

De modo geral, é uma ótima leitura e se você estiver procurando por algo tranquilo, que te fará dar umas boas risadas, eu te indico AZEITONA.



A Editora Planeta dos Livros meus parabéns, gostei bastante da capa e da escolha das cores empregadas, diagramação simples e linda.


Até a próxima! Bye.
Image and video hosting by TinyPic

2 Comentários

  1. Oi Bia, eu acompanho o trabalho do Bruno desde o começo do canal, e quando eu vi o vídeo dele sobre o primeiro capítulo do livro eu soube que eu teria que ler esse livro. Adorei a resenha.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...