Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

[RESENHA] O Ar que ele Respira, Série Elementos, Vol. 1 - Brittainy C. Cherry / Grupo Editorial Record





O Ar que ele Respira, Série Elementos, Vol. 1 - Brittainy C. Cherry

Sinopse: Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.
  SKOOB ❤ AMAZON ❤ COMPARE&COMPRE 


AMO quando os livros são capazes de me transportar para além de mim mesma, da minha realidade e me jogar em um verdadeiro caleidoscópio de emoções, que me trituram, confrontam, desafiam e no lugar do velho eu, nasce algo melhor. O AR QUE ELE RESPIRA, foi esse tipo de livro e agora enquanto escrevo essa resenha, me sinto novamente arrebatada por tudo que vivi ao longo da leitura e em uma palavra: MARAVILHADA, não apenas pelo enredo incrível, mas também pela escrita primorosa da autora.

Duas pessoas feridas pela perda brutal de entes amados. Dois corações dilacerados pela saudade. Duas almas implorando por uma fuga, uma nova direção, ou qualquer resquício de esperança de que um dia a aflição irá ao menos diminuir um pouco e assim serem capazes de conviver com ela. Elizabeth e Tristan, desconhecidos que compartilham a mesma dor.

Tristan perdeu duas pessoas de maneira abrupta, bem no momento em que tudo parecia estar dando certo e caminhando alegremente. Desnorteado e dilacerado pela dor ele foge de tudo aquilo que lhe tráz recordações, muda de cidade, desiste dos sonhos e tem sua existência diminuída cada dia mais. Se trancando para o mundo, Tristan torna-se um homem oposto do que era, rude, grosseiro, de aparência desleixada, amargurado e antissocial, ele sobrevive um dia após o outro, tentando não sucumbir diante de toda a raiva e ódio que fervilha em seu interior e ameaça afogá-lo.

Elizabeth teve seu coração destroçado e apesar de desejar ceder a toda infelicidade e dor que carrega em seu peito, ela precisa ser forte, sua filha de cinco anos necessita dela. Um ano após a tragédia que virou toda sua vida de cabeça para baixo, enfim ela sente que está preparada para retomar a direção de sua vida. O primeiro passo é sair da casa da sua mãe, voltar para sua própria moradia, encarar cada lembrança e memória. Tirando forças de onde não existe, aos poucos ela vai se lembrando de que precisa continuar respirando e seguindo em frente, encontrando um emprego, lidando com a fofoca da pequena cidade e como se tudo isso não bastasse ela ainda precisa enfrentar os sentimentos conflitantes e melancólicos que seu novo vizinho tem despertado em seu peito.

"Você não precisa estar bem o tempo todo. É normal sentir a dor de vez em quando. É normal se sentir perdida, como se estivesse andando no escuro. São os dias ruins que tornam os bons ainda melhores."

O AR QUE ELE RESPIERA, não é um romance qualquer. É algo muito mais profundo, mais intenso. Não tem como descrever todas as emoções que senti. Eu não consigo mensurar o tamanho da dor destes protagonistas e apenas parar para tentar imaginar já aperta meu peito e me rouba o ar. Eu sempre tive comigo que cada pessoa lida com a dor de uma maneira diferente. A perda transforma as pessoas, ninguém passa por uma tragédia e segue sendo o mesmo, o mundo perde a cor, o gosto doce fica amargo e infelizmente o sentimento de culpa e arrependimento corrói. Tristan tornou-se apenas uma casca oca, sua dor é palpável e com o decorrer dos capítulos nós entendemos que ele precisa de alguém que o olhe nos olhos e seja capaz de compreender e sentir exatamente o mesmo que ele. Que sua alma está agonizando em sofrimento e que jamais será capaz de se abrir com qualquer pessoa, ele não dará nenhuma chance. É quando Elizabeth e sua filhinha entram em sua vida. Elas estão tão feridas quanto ele, mas é a determinação, insistência e ousadia de Elizabeth que aos pouquinhos vai criando rachaduras em suas barreiras. E apesar de tudo começar de maneira errada, um usando o outro, a resistência em tentar ser feliz novamente, nada disso funciona, já que a amizade e futuramente o AMOR, torna-se uma força muito maior, capaz de enfrentar o passado, os obstáculos e tudo aquilo ameaça o recomeço deste jovem casal.

“Você sabe o lugar entre pesadelos e sonhos? O lugar onde o amanhã nunca vem e ontem não machuca mais? O lugar onde o seu coração bate em sincronia com o meu? O lugar onde o tempo não existe, e é fácil para respirar eu quero viver lá com você.”

Repleto de reviravoltas, tensão, dor e segundas chances, O AR QUE ELE RESPIRA é uma leitura inspiradora. A lição mais valiosa é a certeza de que nada precisa ser perfeito. Que para seguir em frente não precisamos necessariamente esquecer e deixar para trás toda a dor. A ferida nem sempre irá cicatrizar, você apenas precisa aprender a lidar com tudo, a conviver com as lembranças e permitir que um novo espaço seja aberto em seu coração. Desse modo novos raios de sol se infiltrarão e revelarão que ainda é possível sonhar, respirar e viver. O amanhã ainda que demore a chegar e ainda que siga incerto e doloroso, pode ser surpreendente. Me emocionei, torci, chorei, vibrei e me arrepiei a cada capítulo. Esse livro me marcou e seguirá em meu coração para sempre. Aproveite o hoje, viva o presente como se fosse o último dia e não deixe de dizer o quanto ama alguém, seja amigo, familiar...

“No final, não são nas cartas de tarô, nos cristais, ou nos chás especiais que reside a magia. A magia está nos pequenos momentos. Nos pequenos gestos, nos sorrisos gentis e nas risadas silenciosas. A magia é viver todos os dias e se permitir respirar e ser feliz. Meu querido magia é amar!”

Não posso deixar de mencionar os personagens secundários e o peso que eles trouxeram para o enredo. Como a melhor amiga de Elizabeth que nos presenteou com muitos diálogos divertidos. A Emma filha da protagonista que é tão doce, cheia de vida e como toda criança tem um poder único de falar o que pensa e tocar o mais endurecido dos corações.

Brittainy C. Cherry possui uma escrita fantástica, viciante, hipnotizante e sem nenhum esforço nos conduz por meio de um enredo comovente sobre perda, recomeços, superação, amor e VIDA. Tornei-me fã incondicional e estou ansiosa para conhecer mais do seu trabalho.


Sei que não fiz jus à obra, mas espero de coração ter ao menos despertado seu interesse em lê-la. Vale muito a pena.

Sobre a série:

A Série Elementos é baseada nos elementos da natureza, ao todo serão quatro livros, o primeiro como o título mesmo já tráz, foi o AR e o segundo será o FOGO – The Fire Between - , então ainda teremos ÁGUA e TERRA. Cada obra é independente e pode ser lido fora da ordem de publicação.


Até a próxima! Bye.

Image and video hosting by TinyPic

CONVERSATION

3 comentários:

  1. Oi Bia, esse livro é um amorzinho né, tão lindo quanto sua resenha, amei, especialmente o começo. Esse livro virou um dos meus preferidos e já quero ler tudo que foi ou será lançado da autora, é profundo, é doce, é intenso, é encantador, quando eu pensava que autora estava indo por um caminho ela virava a curva e me surpreendia de uma ótima forma ... fiquei apaixonada por essa história <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lili tudo bem?
      Simmmmmmmmmmmmm. Essa autora maravilhosa. Estou muito ansiosa pelos próximos livros da série.
      Obrigada por todo carinho e por ser parte deste cantinho <3 Beijos.

      Excluir
  2. Oi! O Ar que ele respira foi uma descoberta simplesmente encantadora. Assim que comprei o livro, senti que ele me traria sentimentos de todos os tipos. Me apaixonei pela veracidade dos sentimentos de cada personagem e torci muito para que eles enfim ficassem juntos.
    Amei cada segundo dessa história da Brittainy.
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir

Back
to top