[RESENHA] Minha Vida Mora ao Lado - Huntley Fitzpatrick / Editora Valentina

28 setembro 2016




Minha Vida Mora ao Lado - Huntley Fitzpatrick

Sinopse: “Minha mãe nunca ficou sabendo de uma coisa, algo que ela reprovaria radicalmente: eu observava os Garrett. O tempo todo.” Os Garrett são tudo que os Reed não são. Barulhentos, caóticos e afetuosos. São de verdade. E, todos os dias, de seu cantinho no telhado, Samantha sonha ser uma deles, ser da família. Até que, numa noite de verão, Jase Garrett vai até lá e... Quanto mais os adolescentes se aproximam, mais real esse amor genuíno vai se tornando. Contudo, precisam aprender a lidar com as estranhezas e maravilhas do primeiro amor. A família de Jase acolhe Samantha, apesar dela ter que esconder o namorado da própria mãe. Até que algo terrível acontece, o mundo de Samantha desmorona e ela é repentinamente forçada a tomar uma decisão quase impossível, porém definitiva. A qual família recorrer? Ou, quem sabe, Sam já é madura o bastante para assumir suas próprias escolhas? Será que está pronta para abraçar a vida e encarar desafios? Quem você estaria disposto a sacrificar pela coisa certa a se fazer? O que você estaria disposto a sacrificar pela verdade?
*Livro cortesia da editora parceira. 
 SKOOB ❤ AMAZON ❤ COMPARE&COMPRE 

Quando comecei a ler o livro MINHA VIDA MORA AO LADO, eu não sabia exatamente o que esperar da leitura e o que encontraria em suas páginas. Já mencionei aqui algumas vezes e volto a repetir, AMO histórias verossímeis. Enredos que nos envolvam e nos empurrem em direção a personagens quase que reais, que poderiam ser facilmente comparados com um amigo, parente ou a nós mesmo. E o fato de ter encontrado isso na obra e tê-la amado, torna escrever essa resenha um grande desafio. Pois não quero revelar nada que possa comprometer os segredos e ao mesmo tempo, quero falar e falar, tentando transmitir o quanto gostei, sem me preocupar em travar a língua.

Samantha tinha apenas sete anos quando uma família oposta a sua se mudou para a casa ao lado. Ela nunca conheceu seu pai, sua mãe é uma mulher distante, focada em sua carreira política, com mania de limpeza, que gosta de tudo organizado, e sua irmã é uma jovem que vive a sua vida, sem se importar realmente com as opiniões alheias ou sua família. Em compensação, seus novos vizinhos são barulhentos, bagunceiros, com uma família gigante que tem dez membros, tudo que sua mãe detesta e reprova. E em função disso, sempre foi orientada a manter distância, não se envolver, não se misturar. Porém, ter uma família tão cheia de vida, com hábitos e costumes diferentes, a intriga e fascina, atraindo sua atenção mais e mais a cada dia.

“Os Garrett já eram a história que me ninava, muito antes de eu imaginar que podia fazer parte dela.”

Sam, está com dezessete anos. É uma jovem educada, trabalhadora, tranquila, que faz a linha filha perfeita, ficando longe de problemas, sempre obediente, exceto quando se trata dos Garrett, seus vizinhos, a quem ela observa há dez anos em segredo. Agora imagina a sua surpresa ao descobrir que não é a única com esse habito. Exatamente, e é desta maneira que dois mundos opostos se colidem. Foi intrigante conhecer duas realidades tão diferentes, mas muito reais. Sam com sua vida “privilegiada”, cheia de regalias, com uma mãe que só pensa em si mesma e sua carreira e em contra partida uma família “normal”, que batalha, luta, que se amam acima de tudo e que se apoiam. Famílias com dramas diferentes, mas que pelo destino acabam ficando na mesma página.

“(...)Você está andando por um caminho, impressionado com a perfeição dele, com o fato de você se sentir incrível e, algumas esquinas depois, se perde num lugar pior do qualquer coisa que poderia ter imaginado.”

Eu amei os personagens da história, Sam é uma jovem admirável, uma menina que poderia facilmente ser mimada, cheia de si, mas que acaba por ser o contrário disto. Ela trabalha, é simples, tem um coração grande e quando se vê diante de algo que pode destruir sua vida, a sua família e as pessoas que aprendeu a amar, ela fica em uma encruzilhada, sem saber exatamente como agir. E é totalmente compreensível, porque a situação é muito séria e acaba por ser muito mais que uma escolha, mas também uma prova de caráter. Os Garrett são fantásticos, a energia, a vitalidade que emana de cada um deles, o modo como encaram o dia a dia, mesmo com as dificuldades é lindo, fiquei apaixonada. Cada filho com sua personalidade marcante, os pais que representam o amor e a união, tudo é intenso e lindo.

“Por que você não pensou que, já que era o seu mundo, já que tinha que lidar com isso, talvez eu me importasse o bastante para querer que fosse o meu mundo também?”

MINHA VIDA MORA AO LADO foi uma grata surpresa. A leitura me surpreendeu, me deixou emocionada e me fez refletir. Gosto de ser confrontada, questionada e saber que nem sempre nossas convicções estão certas. Tudo bem mudar de opinião, querer descobrir o mundo através de seus próprios olhos e ter dúvidas quanto a que atitude tomar. O que importa é amadurecer, crescer, viver e manter nossos princípios, o respeito e a moral.

A escrita da autora me surpreendeu mais uma vez. Ela é sagaz, sábia, sabe dosar as emoções, criar situações de confronto, dramas e um romance que é puro amor. Amei a delicadeza com a qual ela aborda esse assunto, o modo como ela construiu um relacionamento embasado em admiração, confiança, na maneira como ela trabalhou a descoberta do amor. Assim como, fiquei encantada com o modo com o qual, ela colocou tudo isso em risco e a prova. E o coração acelerou, os olhos lacrimejaram e as emoções ficaram a flor da pele.

“Então nos beijamos e todo o resto desapareceu. O Sr. Garrett poderia entrar a qualquer momento, um caminhão cheio de caixas poderia chegar, uma frota de espaçonaves alienígenas poderiam escurecer o céu - tenho certeza de que eu não notaria.”

O que posso dizer, RECOMENDO e muito. É leve, fluido, divertido, intenso, aborda muitos assuntos importantes e relevantes, fala de relações familiares, amizade, perdão, tomar decisões que nem sempre são fáceis. Eu tentei transmitir o quanto gostei da leitura, sem soltar spoilers, espero ter conseguido.


A Editora Valentina, parabéns. Amei a capa, a diagramação e toda a delicadeza demonstrada a cada página.


Até a próxima! Bye.

Image and video hosting by TinyPic

2 comentários

  1. Oi Bia!
    Já tentei ler esse livro duas vezes, mas sempre desisto depois de ler algumas páginas, mas depois que vi sua resenha com certeza vou tirar um tempo pra lê-ló, voce me inspirou a tentar ler esse livro novamente obrigada! ;)
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Taynar.
      Fico muito feliz em despertar seu interesse pela leitura. Ele realmente começa lento, mas depois tudo fica muito bonito e quando nos damos conta, já estamos finalizando.
      Beijos.

      Excluir

© BLOG ATITUDE LITERÁRIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por