Rock Star - S. C. Stephens

Sinopse: Ele é intenso, complicado e perigoso. Ele é demais! O único lugar onde Kellan Kyle sempre se sentiu em casa foi no centro de um palco. Tocando guitarra num bar escuro, ele consegue esquecer o passado doloroso. Nos últimos tempos a sua vida se resume em três coisas: música, seus companheiros de banda e intensos encontros sexuais. Até que uma mulher muda tudo... Kiera é o tipo de garota que Kellan jamais deveria desejar -- ela é inteligente, doce, e também a namorada do seu melhor amigo. Convencido de que nunca conseguirá merecer o amor dela, ele esconde a sua crescente atração... até que o coração atormentado de Kiera oferece a Kellan algumas pistas de que os sentimentos dele podem ser correspondidos. Agora, não importam as consequências, Kellan tem uma certeza: não vai deixar Kiera escapar sem lutar por ela. Em Intenso Demais, Kiera contou sua história. Agora é a sua vez ouvir a versão pela boca do rock star sexy que cativou fãs do mundo inteiro.
* Livro recebido em cortesia. 
 SKOOB ❤ AMAZON COMPARE&COMPRE 
Antes de qualquer coisa, quero ressaltar que nunca havia tido contato com a escrita da autora, eu não li a Trilogia Rock Star, portanto minha resenha não será comparativa e sim baseada na minha experiência de leitura.

É chegada a hora de embarcar em um longo passeio de montanha russa. Te convido a apertar o cinto de segurança, relaxar seus músculos faciais e se preparar para as curvas, subidas e abruptas decidas, diversas emoções e uma parada de roubar o fôlego. Por acaso mencionei que tudo isso ocorrerá com um Rock Star ao seu lado?

Ler a obra Rock Star foi uma experiência única. De alguma forma ao longo dos meses desde o lançamento da trilogia acabei pegando alguns spoilers e comentários que me deixaram insegura para ler as obras, porém quando a editora anunciou o lançamento do livro contado através do ponto de vista do mocinho, pensei: Agora vai. E caros leitores, foi além do que eu de fato esperava.

Ele é intenso, complicado e perigoso, Kellan encontrou no sexo e na música sua válvula de escape. Quando compõe ele é capaz de desabafar, de exteriorizar todos os anos de sofrimento, negligencia, dor que se derrama nas palavras e que de alguma forma ainda segue oculta. Ele é o filho indesejado, nunca recebeu amor, afeição ou qualquer tipo de calor humano e agora após enfrentar uma infância terrível, uma adolescência abusiva física e emocionalmente, Kellan só quer ser capaz de esquecer o passado.

“Felicidade ilusória era melhor do que nenhuma.”

 Junto com três amigos ele formou a D-bags, uma banda de Rock que se tornou o mais próximo de uma família que ele já teve, a não ser por um episódio isolado em sua juventude que durou cerca de um ano, quando um aluno estrangeiro morou em sua casa para fazer intercambio e se tornou mais que um amigo, um irmão.  Por essa razão, quando Denny avisa que voltará para a cidade, Kellan não hesita em oferecer um lugar para ele ficar, só que Denny não vem sozinho, ele trará sua namorada, Kiera.

Kiera é como um sopro suave na vida de Kellan. Quando ela o olha, é como se pudesse enxergá-lo de verdade e de alguma forma compreendê-lo. E apesar de estar ciente que ela pertence ao seu melhor amigo, é impossível conter a atração e o sentimento crescente em seu peito. Conforme os dias passam, a cada novo dia de convivência a amizade entre eles cresce e junto com ela os riscos de se transformar em algo mais. Tudo entre eles é complicado, intenso e cru, fadado ao fracasso.

“Confortá-la começou a agitar algumas coisas dentro de mim. Além de querer protegê-la e salvá-la do mal, outra coisa foi crescendo... Amizade, ou talvez algo ainda mais profundo que isso. Eu não tinha certeza. Tudo o que eu sabia era que não queria largá-la.”
Kellan teve um passado massacrante e esses anos de repreensão e abuso o tornaram um adulto inseguro, que se sente insuficiente, vulnerável e rejeitado, não que isso fique explicito, muito pelo contrário, ele é muito bom em esconder suas emoções. O que mais me incomodou nele é sua passividade, minha vontade era de ser capaz de lhe dar uns tapas e dizer: Acorda, reaja, para de aceitar migalhas, você é muito melhor que isso e merece muito mais. Já Kiera... não sei como começar a explicar. Ela é doce, inteligente, divertida, uma jovem encantadora mas que não sabe o que quer, quem ama e o que fazer com sua vida. Seria muito fácil colocar a culpa somente sobre ela, porém atribuo 50% para cada. Não é fácil abrir mão do seguro, do primeiro amor e se jogar em um relacionamento com um recém-conhecido, que mesmo que desperte nela sentimentos tão profundos, não é exatamente um exemplo de comportamento.

“(...) meus olhos, meus lábios, minha língua, minha respiração, meu coração, minha alma. Era tudo dela.”

Não sei como definir esse triangulo amoroso, não sei exatamente como me sinto em relação à história, se a amo, se a odeio, se é um pouco dos dois. A verdade é que acabei me surpreendendo em alguns aspectos e apesar de ter muitos clichês, a autora sabe criar um enredo, irritantemente viciante. O que mais gostei na trama é que o romance em si não acontece de uma hora para a outra, do nada. Existe uma convivência, uma admiração, uma necessidade de aceitação, de conforto, de cura e ambos acabam por proporcionar isso um ao outro. O envolvimento é gradual, natural e apesar de todos os conflitos internos que cada personagem precisa enfrentar, dos medos, das frustrações, de algum modo à gente consegue compreender. O que me incomodou além da reticência dos personagens em ir atrás do que realmente queriam, foram algumas cenas que julguei desnecessárias, que só alongaram o desenrolar, mas nada que diminuía a grandiosidade da obra.

“Amiga. Amante. Companheira. Família. Tudo o que ela poderia ter sido para mim... Eu tinha acabado de perdê-la para o resto da vida. Eu não tinha ideia de como conseguiria ir em frente a partir dali.”

Que agonia, quanta emoção. Como mencionei no início da resenha, o enredo é intenso, envolvente, com momentos divertidos, cenas de roubar o fôlego e lágrimas, depois que inicie a leitura não consegui mais largar e confesso que, meu interesse para ler a trilogia ficou imenso, pois quero desvendar a mente bagunçada da Kiera e compreender melhor muitas de suas atitudes. Kellan é o herói atrapalhado, a verdade é que ele teme a solidão, teme ser um nada, de não ser merecedor de amor. Denny é uma incógnita, o cara é incrível, mas é humano, por isso é falho, não tem como não admirá-lo. A autora realmente me deixou confusa, eu não sabia por quem torcer, não conseguia dizer quem estava errado ou certo, por isso me pergunto se realmente existia uma vítima e um culpado, ou se todos se enquadravam.

Se você ainda não conhece essa trama, essa é uma boa oportunidade de se aventurar e se apaixonar. Porém, já deixo meu aviso: Se prepare para um turbilhão de emoções a cada página. Você irá amar, odiar, torcer, se questionar e no final... Só lendo realmente para saber.



Eu amei a capa, a diagramação está simples e muito bem feita. Parabéns a Editora Valentina pelo bel trabalho.

Confira a resenha no Youtube:




Até a próxima! Bye.

Image and video hosting by TinyPic

Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...