[RESENHA] Quase um Romance - Megan Maxwell / Suma de Letras

04 janeiro 2017





Quase um Romance - Megan Maxwell

Sinopse: Novo lançamento de Megan Maxwell, autora best-seller da série Peça-me o que quiser. Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar. Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real. Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul? 
* Livro recebido em cortesia. 

 SKOOB  AMAZON  COMPARE&COMPRE 

É difícil acreditar que ainda possa me surpreender com as muitas facetas da autora Megan Maxwell. Que ainda leia algum de seus livros e fique procurando por particularidades de sua escrita, me perguntando se realmente é ela quem escreve cada um dos livros. Como ela consegue criar enredos tão distintos, que brinquem entre cenários diversos e explorem cotidianos tão diferentes? Realmente não sei as respostas. Porém mesmo com altos e baixos, com histórias que se tornam minhas favoritas e outras que não me agradam tanto, uma coisa é certa, é sempre uma delicia ler suas obras.

QUASE UM ROMANCE é uma leitura leve, despretensiosa e que facilmente me lembrou de uma novela mexicana, mas não digo isso de maneira negativa – até porque amo novelas assim -, mas sim para dar ênfase na quantidade de reviravoltas e dramas pelos quais nossos protagonistas precisam enfrentar e nas resoluções de último capítulo.

Rebecca está acostumada a viver sozinha, já enfrentou muitas perdas ao longo da vida e acaba por carregar profunda mágoa e medo de se envolver, amar e voltar a sofrer. Uma mulher que se dedica única e exclusivamente a sua profissão, com uma fachada durona e autossuficiente, mas que esconde um coração gentil e uma alma carente por apoio, compreensão e carinho. Por essa razão, quando se depara com uma cachorrinha abandonada em um dia chuvoso sua primeira reação é ignorá-la, porém sua atitude acaba sendo outra, ainda que determinada a levá-la para um abrigo assim que puder. O que Rebecca não imaginava é que ao acolher a filhote, uma sucessão de acontecimentos mudaria completamente sua vida.

Paul é piloto de Moto GP, um campeão. Um homem inteligente, que cria sozinho sua filha Lorena, uma garotinha linda e encantadora, que acaba por ser a responsável ainda que indiretamente de colocá-lo cara a cara com uma mulher atrevida e que balançou seu coração. Mas será que ele está preparado para voltar a se envolver e arriscar não somente o seu coração, como o da sua filha?

“Não existe hora, é só você querer. O momento certo nunca vai chegar, se é isso que você está esperando”.

Rebecca é uma personagem forte, determinada e muito focada no que quer, uma mulher que enfrentou situações dolorosas e que possui muito que desvendar e amadurecer. E apesar de ter gostado muito dela e compreender suas reações diante de algumas circunstâncias, confesso que me irritei com outras, senti que faltou algo que justificasse alguns comportamentos. Já Paul é encantador, ele foge do estereótipo machão, arrogante e se volta para uma zona mais familiar, centrado, gente como a gente e amei isso no personagem, e já que estou falando dele, não posso deixar de mencionar a Lorena, sua filhinha e o papel fundamental que ela assim como, a pequena cachorrinha Pizza acaba desenvolvendo em relação ao romance da história, que a propósito gostei muito.

Com uma relação gradual, natural, de duas pessoas completamente diferentes que de uma maneira inexplicável acabam por se completar, QUASE UM ROMANCE me ganhou na simplicidade, retratando um amor mais real, palpável, que enfrenta altos e baixos. Por já conhecer a escrita da autora e amar, fiquei um pouco incomodada por vê-la tratar um enredo que tinha tudo para ser incrível de maneira superficial e rasa, faltou aquele toque próprio da autora que trabalha detalhes, constrói personagens sólidos e cativantes. Mas preciso deixar claro que ainda assim, foi uma leitura agradável.

De modo geral a leitura é fofa, gostosa, que promove discussões interessantes e é leve. Então se você está à procura de algo mais tranquilo, para distrair e ler rapidamente recomendo que leia QUASE UM ROMANCE.
Capa linda que representa a história com delicadeza, diagramação simples e muito bem feita, parabéns a Suma de Letras.


Até a próxima! Bye. 
Image and video hosting by TinyPic

2 comentários

  1. Oi Bia, concordo tanto contigo, eu também achei essa leitura superficial mas ao contrário de você não consegui engolir as atitudes da protagonista e sai um pouco ou muito irritada com ela haha. Mas personagens como a cachorrinha e Paul me distraíram e eu consegui considerar o livro bom, contudo foi o que menos gostei dela até o momento, são muitos temas abordados mais pouco desenvolvimento (como a história da amiga, o passado da protagonista...), não sei, talvez eu não estivesse no momento de ler o livro rsrs. Apesar de não ter amado, Megan ainda é uma escritora que amo e pretendo sim ler outros livros dela ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooiii Lili.
      Exatamenteeeeeeeeeee. Não é o melhor livro da autora, mas amo sua escrita e vou seguir lendo kkkkkkkkkkk

      Excluir

© BLOG ATITUDE LITERÁRIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por