[RESENHA] Quando a Bela Domou a Fera - Eloisa James / Editora Arqueiro





QUANDO A BELA DOMOU A FERA - Eloisa James

Sinopse: Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, Quando a Bela domou a Fera é uma deliciosa releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas. No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?
❤ SKOOB ❤ AMAZON ❤ COMPARE&COMPRE ❤

Quando vi a autora Julia Quinn indicando a leitura das obras da Eloisa James, surtei. Soube naquele instante que seria difícil não me sentir envolvida e apaixonada por seus livros, e caros leitores estava corretíssima. Com uma escrita peculiar, com elementos ousados e uma trama de arrepiar QUANDO A BELA DOMOU A FERA é uma leitura para entrar na lista de queridinhos.

Linnet está em uma situação complicada, sua reputação acabou de ser jogada na lama, após ver seu noivado com o príncipe ser cancelado. Por já conhecer as rigorosas regras e costumes londrinos sabe que será impossível arranjar um novo marido, ainda que todos os boatos e escândalos que envolvessem seu nome seja mentira. Uma jovem de beleza refinada, elegante e linda, que poderia ter qualquer nobre aos seus pés, mas que está prestes a ficar solteirona, a menos que aceite a sugestão maluca de sua tia que com o apoio de seu pai quer enviá-la para um casamento que desde o início já indica fracasso, uma vez que o suposto noivo o conde de Marchant é conhecido por ser avesso a casamentos e “carinhosamente” apelidado como “Fera”, devido a seu temperamento explosivo e grosseiro.

"Pela primeira vez na vida - ela compreendeu o que deixava os olhos de sua mãe tão brilhante quando ela saia para um dos seus encontros."

Piers não consegue acreditar na audácia de seu pai em lhe arranjar um casamento com uma jovem de reputação duvidosa, não que se importe com esse fato, ele apenas não está interessado em se casar, ainda que sua suposta noiva seja uma beleza rara e que o atraia. Dono de um humor ácido, esse belo homem é inteligente, talentoso e insensível, ou pelo menos é o que gosta de fazer as pessoas acreditarem. Ainda que seja um nobre, Piers formou-se em medicina e exerce a profissão em seu castelo no país de Gales, ele não tem tempo, nem disposição para distrações e muito menos para obedecer à vontade de seu pai, entretanto nem toda a determinação de seu ser, será capaz de resistir a jovem cínica e divertida Linnet.

“O beijo dele não era uma adoração gentil. Era um beijo selvagem, um beijo loucamente apaixonado, tumultuado, roubado.”

Linnet e Piers jamais se conheceriam em uma situação normal. Vivendo em locais diferentes e buscando coisas opostas para suas vidas, eles não poderiam ser mais contrários um ao outro. E ainda que isso fique claro desde o primeiro instante, não os impede de estabelecer uma inusitada amizade. Linnet é doce, astuta e muito determinada, dona de uma personalidade forte que bate de frente com a do médico ranzinza e furioso com a qual está “comprometida”, ela não se incomoda com sua língua afiada, não se intimida com suas grosserias e o desafia sempre que possível. Uma pequena notável a frente de seu tempo. Já Piers é deliciosamente irritante, está determinado em afastar as pessoas e ficar solitário, e devido a toda amargura, raiva e ódio contido dentro de si, não se dá conta do quanto é uma pessoa especial, generosa e com um coração carente de amor e atenção. E justamente por isso se assusta quando sentimentos inoportunos rondam seu coração. A verdade é que ambos estão marcados pelas cicatrizes e medo de um passado ao qual foram submetidos e ainda que Linnet esteja disposta a arriscar, se entregar e tentar construir uma nova história, Piers não se sente tão corajoso assim e talvez precise de algo ainda mais assustador que seus sentimentos para se convencer.

“À sua maneira, Linnet era a versão feminina dele próprio: detestável, bonita demais, inteligente demais, mordaz demais.”

O que mais amei na obra foi sua fuga ao estereótipo do gênero. Aqui encontramos uma narrativa mais moderna, com elementos ousados e ainda que inspirado em um conto de fadas possui seu próprio toque de originalidade. Os diálogos são divertidos, sarcásticos e espirituosos, os personagens possuem personalidades fortes, irônicas e os cenários são lindamente bem explorados, todos esses elementos reunidos nos proporcionam uma leitura deliciosa e envolvente, cheia de fagulhas, provocação e tensão sexual. Também preciso mencionar os personagens secundários que agregaram muito a trama e trouxeram leveza e cenas lindas ao enredo.

Está procurando por um romance de época divertido, criativo e audacioso? QUANDO A BELA DOMOU A FERA é a escolha certa para você, pode confiar sem medo de errar.


Estou ansiosa pelos lançamentos dos próximos livros da série, não fiquem preocupados, as obras são independentes e cada livro trás um casal protagonista diferente, assim como são inspirados em outros contos de fadas.

Parabéns a EDITORA ARQUEIRO por mais um trabalho lindo e elegante.

Até a próxima! Bye.

Image and video hosting by TinyPic

CONVERSATION

3 comentários:

  1. Oi Bia, que amor é esse livro <3 curti demais essa história e achei Eloisa muito talentosa nesse primeiro livro, já tô ansiosa pelos próximos. Linnet e Piers são feitos um para outro literalmente, se completam, nos proporcionam diálogos espirituosos, divertidos e apaixonantes. Só não curti a família de Linnet, o pai e a tia, são terríveis e nem tiveram um final simplesmente foram ignorados e por falar em final, o que foi o desfecho dessa história, angustiante e lindo <3 Amei a resenha e o livro :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooiii Lili. Exatamente, senti como se a família dela estivesse tentando se livrar dela, como se fosse um fardo (Quando na verdade é exatamente o contrário), outro ponto que amei é a maneira como ela lida com o escândalo, não se colocando no papel de coitadinha e tentando levar da melhor maneira possível. Estou louca querendo mais desta autora e torcendo para que seus outros livros sigam essa narrativa mais desprendida e diferente. Beijooooooooooos

      Excluir
  2. Eu adorei este livro, eu sou suspeita para falar, pois sou muito fã de House. Achei os personagens muito divertidos e como qualquer romance de época, apaixonantes! Adorei adorei! Beijos Joi

    ResponderExcluir

Back
to top