Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

[RESENHA] Dois a Dois - Nicholas Sparks / Editora Arqueiro




DOIS A DOIS - Nicholas Sparks

Sinopse: Com uma carreira bem-sucedida, uma linda esposa e uma adorável filha de 6 anos, Russell Green tem uma vida de dar inveja. Ele está tão certo de que essa paz reinará para sempre que não percebe quando a situação começa a sair dos trilhos. Em questão de meses, Russ perde o emprego e a confiança da esposa, que se afasta dele e se vê obrigada a voltar a trabalhar. Precisando lutar para se adaptar a uma nova realidade, ele se desdobra para cuidar da filhinha, London, e começa a reinventar a vida profissional e afetiva – e a se abrir para antigas e novas emoções. Lançando-se nesse universo desconhecido, Russ embarca com London numa jornada ao mesmo tempo assustadora e gratificante, que testará suas habilidades e seu equilíbrio emocional além do que ele poderia ter imaginado. Em Dois a dois, Nicholas Sparks conta a história de um homem que precisa se redescobrir e buscar qualidades que nem desconfiava possuir para lutar pelo que é mais importante na vida: aqueles que amamos.
 SKOOB  AMAZON  COMPARE&COMPRE 


Sempre repito comigo mesma antes de iniciar a leitura de um livro do Sparks: Se prepara, porque vem pancada por ai. E jamais errei. Nicholas Sparks tem o dom de pegar aquilo que é cotidiano, que aparentemente é rotina e sem graça, problemas que assolam as famílias e transformá-los em algo extraordinário. Ele extrai cada emoção com perfeição, ainda que de maneira sutil consegue nos carregar de sentimentos, transbordar nosso coração, encher nossos olhos de lágrimas e nos levar ao limite. Talvez seja sua narrativa simples e verossímil, o modo como capta a essência, como constrói cada personagem e o torna único e especial. E em DOIS A DOIS isto subiu a níveis extraordinários.

Russel tem uma vida aparentemente perfeita, com pais maravilhosos, uma irmã sábia que é sua melhor amiga, uma esposa a qual ama muito, linda, elegante excelente mãe, que optou por deixar o emprego após o nascimento da filha London. London é uma pequena notável, uma garotinha inteligente, carinhosa, cheia de energia e muito atarefada. Uma família linda. O único problema que ronda sua vida é a necessidade de trabalhar mais e mais, na tentativa de conseguir suprir todas as necessidades da família. Como Vivian largou o emprego à fonte de rende do casal diminui o que exigiria alguns cortes nas despesas, entretanto sua esposa não parece compreender isso, mudar seu estilo de vida não é algo que ela aceite, mas para Russ tudo bem, ele a quer feliz. Feliz ao ponto de aceitar suas exigências, manias, indiretas, picuinhas, nada parece abalar a imagem que ele construiu sobre ela, praticamente venerando o chão que ela pisa. O que Russ talvez não tenha notado ainda é que seu castelo não é de pedra e sim de cartas e elas estão prestes a se espalhar.

Vivian é uma mulher forte, de presença, que gosta do bom e do melhor, de se sentir bem com si mesma, na pele em que habita. Como mãe tudo parece em ordem, ela ama London, talvez um pouco rígida, mas que mãe não quer a melhor educação para seus filhos?. Agora como esposa... Nada que Russ faça, parece bom o suficiente, está sempre apontando seus pontos fracos, coisas as quais ela repudia em sua postura e comportamento. E tudo piora a partir do momento que Russ decide pedir demissão e abrir sua própria empresa.

“(...) Quando você começa a tentar entender o que deu errado ou, mais especificamente, onde você errou, é mais ou menos como descascar cebola. Há sempre outra camada, outro erro do passado ou uma lembrança dolorosa que surge e então conduz ainda mais para o passado, e ainda mais, em busca da verdade definitiva. Cheguei ao ponto em que parei de tentar entender: agora, a única coisa que de fato importa é aprender o suficiente para evitar repetir os mesmos erros.”

Russel é um homem encantador, do tipo que está disposto a ir além de suas possibilidades para fazer aqueles que ama FELIZ. Inteligente, talentoso, um marido dedicado, esforçado, compreensivo, um pai incrível, babão, apaixonado por sua filhinha que com apenas um sorriso é capaz de iluminar seus dias e olha que ele trem precisado. Seu patrão é intragável, um ser soberbo incapaz de reconhecer os esforços de seus funcionários, com uma postura duvidosa, caráter deformado e algumas atitudes que tem deixado Russ incomodado, a gota d’água para que enfim crie coragem e decida arriscar. Em sua mente tudo está planejado, as possibilidades se tornam infinitas, porém Vivian não fica muito satisfeita com sua decisão e é ai que tudo começa a ruir. Vivian se nega a abaixar seu padrão de vida, a colocar suas “necessidades” em pausa para que ele possa se aventurar com algo ao qual ela não acredita que irá dar certo. Sua própria visão sobre o marido que tem não é muito favorável.  E em meio a tantos acontecimentos importantes, decide que é hora dela própria voltar ao mercado de trabalho em grande estilo, independente do quanto o momento seja inapropriado e das consequências de suas ações.

“(...) A força de ser quem é sem medo da rejeição dos outros era um traço que eu respeitava, antes de tudo por ser algo que almejava para mim mesmo.”

Sabe aqueles comerciais de margarina, a família perfeita e feliz. Russ acredita viver isso e até mesmo nós acreditamos que ele de fato viva isso inicialmente. Entretanto à medida que avançamos na leitura as coisas passam a mudar e a imagem de Vivian é desconstruída tanto na mente do protagonista, quanto diante de nossos olhos. E o que nos é revelado, é uma mulher egoísta, manipuladora, espirituosa que não pensa duas vezes em ir atrás daquilo que deseja, não que buscar os seus “sonhos” seja errado, o problema está em não se importar com quem será afetado por isso no caminho, no caso dela: Russ e London.

Ai meu coração!

DOIS A DOIS é uma história inspiradora, que fala de relações familiares, mais que isso ele fala sobre humanos, seus defeitos, qualidades, contradições, como nos relacionamos e reagimos diante daquilo que não podemos mudar. Russ é desafiado por uma realidade que nunca se quer imaginou presenciar, cuidar de uma menina de cinco anos enquanto tenta firmar sua empresa e salvar seu casamento. Seu relacionamento com London é com toda certeza um dos grandes destaques da obra, MARAVILHOSO, é algo até difícil de explicar, eles se descobrem, aprendem, ensinam, passam a caminhar lado a lado e é tão fofo, intenso e revigorante. Já Vivian, não a julgo totalmente apesar de muitas de suas ações me deixarem revoltada, é notório o quanto ela e Russ são diferentes e à medida que se rende mais a seus desejos pessoais, mais se afasta de sua família, não que ela deixe de amar sua filha, apenas não a coloca em primeiro lugar. Outro ponto alto na trama é o relacionamento de Russ com sua irmã, eles são amigos, melhores-amigos, buscam o apoio, amparo, conselhos, conversam sobre tudo e estão sempre juntos... Intenso e lindo.

“(...) Acabei me dando conta de que o cerne do verdadeiro amor é a aceitação, não o julgamento. Ser aceito inteiramente pelo outro, mesmo nos seus momentos de maior fraqueza, significa enfim alcançar a tranquilidade.”

Sparks é ousado, astuto, sagaz, genial. Sabe como provocar, desafiar, ele nos obrigada a refletir, a questionar nossas próprias escolhas e a maneira como lidamos com elas. Joga a verdade diante dos nossos olhos e nos desafia a contraria-la. Causa polemica ao trazer um enredo que será interpretado de várias maneiras diferentes e que promete dividir os leitores e gerar discussão. DOIS A DOIS não é somente uma história de pai e filha, é também a jornada de um homem que esta se redescobrindo, criando novos laços, renascendo diante das adversidades e obstáculos, descobrindo uma força que jamais imaginou possuir, principalmente diante de todas as complicações e medo que precisou enfrentar.

“— Não é preciso ser bom de verdade — disse ela. — Basta ser bom o suficiente.”

Se choro ao final é por ter sido tocada profundamente por uma história que fala tão simplesmente sobre o amor, mas não qualquer tipo dele, um profundo, verdadeiro, firmado em laços de sangue, o amor familiar. Termino esta leitura com uma certeza em mente: A vida não é pra ser fácil, simples ou descomplicada. Entramos nela sem saber o que vem pela frente, o que esperar, portanto apenas devemos vive-la da melhor maneira possível, porque basta apenas um segundo para tudo mudar.

Quando você pensa que Sparks já escreveu de tudo, que não tem mais para onde correr ele chega e nos surpreende, provando que para escrever uma boa história só precisa de papel e caneta. Acredito que nem preciso mencionar o quanto amei a leitura de DOIS A DOIS, mas ainda assim irei ir além, direi que pra mim é um dons, se não o melhor livro do autor. Com um enredo verossímil, personagens bem construídos, discussões importantes e uma narrativa envolvente, guardarei para sempre em meu coração essa obra marcante.

Sei que me estendi mais que o normal, mas ainda assim tenho certeza que não fiz jus à obra, por essa razão só posso torcer para que vocês tenham sua curiosidade desperta e que a leiam.


Parabéns para a EDITORA ARQUEIRO. Não tem como descrever a perfeição da capa deste livro, pelo significado que carrega, por ser tão adequada para a história, por representar uma das cenas mais lindas, diagramação como sempre simples e linda.


Até a próxima! Bye.
Image and video hosting by TinyPic

CONVERSATION

5 comentários:

  1. Oi Biia! Li há muito tempo Sparks. Ainda não me aventurei por estes lançamentos novos, mas pretendo muito em breve, espero gostar tanto quanto gostei de Um Amor Para Recordar na época que li! Beijos Joi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooiii Joi. Os últimos dois livros que o autor lançou roubaram meu coração totalmente. Leia sim, tenho certeza que você irá amar. Beijooos.

      Excluir
  2. Oi Bia, tenho que começar dizendo que não sou tão fã do titio Nick, mas algumas histórias dele simplesmente se destacam e pelo que li na resenha, isso acontece com esse livro e fiquei bem interessada em lê-lo, só espero que não seja tão dramático a ponto de termos alguém morrendo ao final haha... Eu amei a resenha, deu perceber bem o que devo esperar da história e os personagens que vou amar. Eu gosto de histórias que envolvem família e suas relações, principalmente pais e filhos e imagino que todo tipo de cena fofa vá surgir da relação de Russ e London. A capa tá linda e espero poder ler essa história com o coração preparado em algum momento próximo :D

    Ah! essa história de relação fofa entre pai e filha me fez lembrar de Minhas para Proteger <3 Preciso ler a continuação mulher, e ver mais um pouquinho dessa família, nem que seja em poucas cenas haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooiiii Lili. Aiiiiiiiiiiiiii, pera deixa eu suspirar apaixonada aqui. OBRIGADA pelo carinho, tenho tendado voltar a escrever e enfim concluir a sequencia de MPP e saber que tenho leitoras ansiosas pela sequencia me deixa eufórica.

      Sparks é um ser difícil kkkkkkkkkkkkkkkk O homem gosta de torturar nosso coração. Dois a Dois é LINDO de muitas maneiras diferentes, o relacionamento de pai e filha que vai aflorando com o passar dos capítulos, o envolvimento do protagonista com a irmã que é um laço tão forte e encantador, a jornada na busca por encontrar o caminho certo, por descobrir novas maneiras de viver. É profundo. O final é intenso. kkkkkkkkkkkkk Foi uma leitura que me envolveu tanto que a li em 2 dias e ela tem 501 páginas. Vou ficar na torcida para que leia e que assim como eu ame essa obra. Beijoooooooooooos

      Excluir
    2. kkkkkk <3

      501 páginas em 02 dias conta muito em favor dele ;)

      Excluir

Back
to top