Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

[RESENHA] À Procura de Alguém, Série À Procura, Vol. 1 - Jennifer Probst / Editora Paralela




À PROCURA DE ALGUÉM - Jennifer Probst


Sinopse: Sorte nos negócios, azar no amor: essa é a sina de Kate. Aos 28 anos, ela está longe de ter conhecido alguém especial com quem dividir a sua vida. Sua carreira de cupido profissional, por outro lado, vai de vento em popa: todos na pequena cidade de Verily, Nova Iorque, conhecem e admiram a Kinnections, agência de relacionamentos que Kate fundou com suas duas melhores amigas. Até que, um dia, um homem tão lindo quanto furioso entra em sua sala. Slade Montgomery é um advogado de divórcios que não acredita em finais felizes e muito menos em agências de relacionamentos. Para ele, a Kinnections é uma grande farsa, criada para ludibriar pessoas frágeis e ingênuas, como sua irmã. Agora, é uma questão de honra: Kate não vai medir esforços para provar a Slade que seus talentos são legítimos e suas intenções nobres, nem que para isso precise encontrar a namorada ideal para ele. Mas um simples toque vai fazer com que essa tarefa se torne muito mais difícil do que ela poderia conceber...

 SKOOB ❤ AMAZON ❤ COMPARE&COMPRE 
Kate é uma romântica incurável, do tipo que acredita no amor e no seu poder supremo de transformação. Altruísta, sensível, inteligente e dona de um dom especial. Está focada em transformar a empresa de relacionamentos “Kinnections”, que ela abriu junto com duas amigas - Kennedy e Asilyn -, em um verdadeiro sucesso. Entretanto, se sua vida profissional está deslanchando, por outro lado sua vida pessoal parece estar presa em areia movediça. Aos vinte e oito anos, tudo que Kate quer é ser capaz de encontrar sua alma gêmea, alguém que se enquadre exatamente em tudo que sempre sonhou, entretanto se seus últimos encontros forem indícios do que o destino lhe reserva, talvez seja melhor dar um tempo em sua busca pelo felizes para sempre e concentrar todas as suas energias em sua empresa, ainda mais agora que certo advogado arrogante está determinado em provar para o mundo que a Kinnections é uma fraude.

Slade presencia dia após dia o fracasso do chamado amor. Inúmeros relacionamentos que são desfeitos, famílias destruídas e dor e mais dor por todos os lados. Ele melhor do que ninguém sabe o quanto um relacionamento pode ser destrutivo. Um homem galante, super protetor, que vive para o trabalho e para sua irmã, uma jovem frágil, de coração gentil, que decidiu cometer a loucura de se inscrever em uma agencia de relacionamentos, o que obviamente em sua não humilde opinião, não passa de uma fraude, com um bando de egoístas querendo arrancar seu dinheiro. E é pensando em desmascarar tal agencia e ainda assim poder ficar de olho em sua irmã, que ele não pensa, apenas age e quando se dá conta, se transformou em um dos clientes da Kinnections.

“Se todo mundo vivesse de acordo com as estatísticas ou com medo de se arriscar, seríamos uma nação de robôs. O amor é a única mágica, o maior mistério do mundo. Ele nos dá esperança.”

Vamos pegar água e óleo e tentar misturar. Socorro! Dizer que Kate e Slade são opostos seria puro eufemismo. Enquanto ela é toda doce, forte, romântica, determinada em tornar o mundo um lugar melhor, fazer florescer no coração das pessoas a chama do amor e provar que ele realmente existe, Slade é todo cínico, descrente, para ele o amor é apenas uma ilusão e tudo que ele procura em uma mulher são características vazias e superficiais. E quando esses dois turrões são colocados cara a cara, ocupando o mesmo espaço, as faíscas rolam soltas, desafios pairam sobre o ar e é impossível não se sentir contagiado.

“(...) Mesmo as coisas mais terríveis têm fim. Se você segurar firme e lutar, um dia tudo vai embora.”

Kate me conquistou logo de cara, sua vitalidade e a maneira como ela realmente acredita no amor é inspirador, ainda mais se pararmos para ver como o mundo esta hoje. Ela não tem medo de admitir o quanto deseja ter uma família, é teimosa, meio maluquinha e linda. Uma alma generosa, que acolhe a humanos e animais (assim que lerem irão entender do que estou falando, é apaixonante). Já Slade, a principio quis lhe dar uns bons tapas. Porém não demorou muito para a fachada desmoronar e revelar seu verdadeiro eu. Esse homem controlador, racional e desiludido, na verdade está apenas com medo de se machucar novamente e presenciar tantos divórcios tem mexido com seu emocional.

“A possibilidade do amor vale qualquer esforço, dr. Montgomery. Dor, desilusão, sofrimento. É a única coisa pela qual vale a pena lutar nesta vida. E, embora nunca haja certezas, quando se é verdadeiro e corajoso o suficiente não há arrependimentos.”

À PROCURA DE ALGUÉM é um romance simples, leve, divertido, com um pequeno toque de magia que irá te fazer sorrir e suspirar na mesma proporção, cheio de reviravoltas, encontros e desencontros, é mais que um romance, fala sobre crer, perdoar, recomeçar e amizade. Ainda que tenha um enredo previsível, acompanhar a trajetória deste casal é fofo e viciante. Fui totalmente envolvida pela trama, conquistada por cada personagem e suas características verossímeis – Inseguranças, medos, dúvidas, ansiedade, tensão, atração e amor -, encantada por seus cenários, terminei a leitura com um sorriso bobo nos lábios e uma vontade imensa de ter mais dos personagens.

“(...)Acho que às vezes você não pode perder a esperança, mesmo que esteja quebrado.”

O que mais amei na trama é que Slade passa por um processo de redescoberta, após anos se escondendo, lutando contra seus sentimentos e vivendo no escuro, aos poucos vai derrubando os muros a sua volta e se redescobrindo, é como se ele resgatasse seu verdadeiro eu. Outro ponto que amei na obra foram às provocações, os conflitos, os diálogos espirituosos, que trouxeram alívio cômico e me proporcionaram sorrisos e suspiros. Ainda que o enredo tenha cenas eróticas, tudo está bem dosado, nada vulgar.

“A única maneira de encontrar a felicidade verdadeira é abrir mão do controle. O resto é só ilusão.”

De modo geral, se ainda não deu para perceber irei ser direta – AMEI. Jennifer Probst possui essa pegada leve, despretensiosa e mesmo que aparentemente esteja apresentando um enredo simples e clichê, é capaz de cativar, divertir e emocionar. A maneira como ela conduz a história é muito gostosa de ler. Vale a pena conferir.


Até a próxima! Bye. 
Image and video hosting by TinyPic

CONVERSATION

1 comentários:

  1. Oi Bia, Kate também me conquistou de cara mas Slade... kkkkkk é bem chatinho, mas é um chatinho adorável :) O livro é leve e divertido, assim como foi tua resenha e acho uma ótima dica pra sair das temidas ressacas literárias. O que não curti muito foi o toque de magia, mas não é nada que me fizesse desgostar da história ;)

    ResponderExcluir

Back
to top