Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

[RESENHA] Opala, Saga Lux, Vol. 3 - Jennifer L. Armentrout | Editora Valentina


***CONTÉM SPOILER DOS LIVROS ANTERIORES***

Sempre tive um problema com séries e sagas por chegar no meio do caminho e acreditar que alguns livros se tornam desnecessários, mas isso não aconteceu com OPALA. Estou abismada em como a autora consegue criar sequencias tão eletrizantes, arrepiantes e que elevam a trama a um novo nível.

Seguindo o mesmo esquema dos primeiros volumes, OPALA inicia exatamente onde Ônix terminou – com o retorno de Dawson, o que traz muita felicidade e perigo para sua família e Katy. O DOD está cada vez mais perto e ainda mantém Beth como refém, o que obviamente deixa Dawson agitado, já que não suporta imaginar tudo que ela continua sofrendo. Sua meta é resgatá-la, nem que para isso precise se colocar em perigo novamente e isso é algo que Daemon não está disposto a permitir. Como se tudo isso já não fosse problema o suficiente, Dee já não é mais a mesma, a perda a transformou, na verdade mudou a todos, principalmente Katy que tem questionado seus pensamentos, moral, e reações após a mutação e suas atitudes erradas.

OPALA chega como uma tempestade. Os segredos só aumentam, o suspense sobre o que de fato é o DOD e qual sua intenção fica cada vez mais maior. É como uma teia onde fica difícil identificar onde começa e termina, são tantas as vertentes e hipóteses que ficamos hipnotizados pelas milhares de teorias que criamos e acreditamos ao longo de cada capítulo. É possível notar o amadurecimento dos personagens, Daemon está bem diferente daquele cara que conhecemos sem perde de fato sua essência, características que o tornam marcante como por exemplo o senso de proteção, a arrogância e o sarcasmos, seguem presente, mas agora existe um algo a mais, sua entrega, paixão e a maneira como faz de tudo por aqueles que ama está cada vez mais intenso. Já Katy está enfrentando um grande conflito interno, existe muita culpa, medo de se transformar em alguém que teme, ocultando fatos importantes de sua mãe, ao mesmo tempo que precisa lidar com a escola, com a passagem de menina para mulher e seu relacionamento com Daemon.

“Fiquei sem palavras ao escutá-lo admitir tudo aquilo. Mas, então, ele abaixou a cabeça e me beijou, e entendi que às vezes, quando alguém diz algo devastadoramente perfeito, não é preciso respostas. As palavras ficam subentendidas.”

Jennifer L. Armentrout optou por apresentar um enredo que foque mais no dia a dia, nos conflitos de uma jovem que se descobriu vivendo em uma realidade a qual jamais pensou existir e enfrentando situações capaz de assustar qualquer pessoa. Ela já encarou a morte várias vezes, precisou lutar, ganhou poderes, está ligada por um vínculo poderoso com um alienígena, e as surpresas e consequências parecem nunca acabar. Quanto mais próximos se aproximam da verdade, mais perigo correm, e os desafios dessa jornada é mortal. Outro ponto que ganhou bastante destaque foi o romance de nossos amados protagonistas, lindo. Existe tanto amor, intensidade e sensualidade entre eles que chega a ser arrepiante, em alguns momentos chega a ser assustador a entrega e os sacrifícios que ambos fariam um pelo outro.

O retorno daquele que tanta dor trouxe, uma proposta arriscada, a chegada de novos personagens, traição e uma missão suicida. É hora de partir para o ataque e encarar as consequências que estão por vir. E acredite, não será nada fácil.

"O desconhecido não é algo muito bem aceito. As pessoas preferem ignorar... Não completamente, apenas o bastante para que isso não fique interferindo em cada ato ou pensamento."

A essa altura a narrativa da autora dispensa qualquer comentário. A autora sabe dosar, prender, viciar seus leitores. Criar personagens que intrigam e cativam. Ela consegue nos enredar em meio a seus mistérios e nos desafia a criar teorias que com o passar dos capítulos caem por terra. É muita adrenalina, ação, tensão e a promessa de o que está por vir irá surpreender e arrepiar. E se por algum motivo ao longo da leitura você ficou com a sensação de que o livro fosse desnecessário, ao chegar no final tudo muda. CHOCADA! Estou roendo as unhas e muito abalada com o acontecido. Tenho certeza que irei precisar de muita estrutura emocional para prosseguir com a leitura da série, que pelo que pesquisei tende a ganhar muito mais ação e ter seus segredos finalmente revelados.

“Seus olhos encontraram os meus e o horror estampado naquela íris extraordinariamente verdes partiu meu coração em milhões de inúteis pedaços. Ele havia entendido — ó céus, ele havia entendido o que estava acontecendo...”

Arrepiante, angustiante e intenso. A SAGA LUX é uma indicação certa. Se você está à procura de um romance arrebatador, que te prende do início ao fim, não perca mais tempo e mergulhe de vez nesta história.

É sempre importante ressaltar que essa saga deve ser lida em sequência, pois um livro continua de onde o anterior parou. Somente assim você será capaz de compreender e acompanhar a jornada desses jovens alienígenas e sua vida na terra, com todos os desafios e obstáculos a serem enfrentados.

Quero deixar meus parabéns para a Editora VALENTINA pelo belo trabalho editorial. As capas estão lindas, seguem o mesmo padrão e a diagramação como sempre simples e impecável.

Conheça mais sobre a série:


OBSIDIANA, vol. 1 – RESENHA AQUI
ÔNIX, vol. 2 – RESENHA AQUI
OPALA, vol. 3

Não tenho certeza de quantos livros ao todo compõe a série, mas até o momento é possível encontrar 6 volumes, sendo os próximos – Origin, Opposition, Oblivion -, ainda sem tradução no Brasil.


OPALA, Saga Lux, Vol. 3 - Jennifer L. Armentrout


Sinopse: Ninguém é igual ao Daemon Black. Quando ele prometeu que iria provar seus sentimentos por mim, não estava brincando. Nunca mais vou duvidar dele. E agora que conseguimos finalmente aparar nossas arestas, bem... Tem rolado muita combustão espontânea. Mas nem mesmo ele pode proteger a família dos perigos de tentarem libertar aqueles que amam. Depois de tudo o que aconteceu, já não sou mais a mesma Katy. Tornei-me uma pessoa diferente... E não sei bem o que isso vai significar no final. Quanto mais nos aproximamos da verdade e nos colocamos no caminho da organização secreta responsável por torturar e testar os híbridos, mais me dou conta de que não existe limite para o que sou capaz de fazer. A morte de um ente querido continua afetando a todos, a ajuda surge do lugar mais improvável, e nossos amigos irão se tornar nossos piores inimigos, mas não podemos voltar atrás. Mesmo que com isso estejamos arriscando destruir nosso mundo para sempre. Juntos somos fortes... e eles sabem disso.
Ficha Técnica:
Romance, fantasia | Editora Valentina | 2017 | 1º Edição | 416 páginas | Cortesia | Classificação: 4/5 | SKOOB
Compre aqui: Amazon - Cultura - Saraiva - Submarino - Travessa - Folha

Até a próxima! Bye.

CONVERSATION

1 comentários:

  1. Oi Bia, essa série é mesmo eletrizante e vale tanto a pena :) Daemon e Kat são aquele casal que amamos e torcemos demais pra que fiquem bem e que tudo dê certo e é difícil lidar com esse final sem ter o próximo volume em mãos rsrs. Ótima resenha *__*

    ResponderExcluir

Back
to top