RESENHA: Antes, Agora e Sempre, Trilogia Heartbeat, Vol. 2 - Teodora Kostova | Editora Charme


Odeio quando não encontro as palavras certas para expressar minha experiência de leitura. E isso está acontecendo neste momento. Eu li ANTES, AGORA E SEMPRE, há quase dois meses e desde então venho buscando as palavras certas para externar minhas emoções e elas nunca parecem ser o suficiente ou as corretas. O momento nunca parece o certo e então hoje sentei em frente ao computador e jurei a mim mesma só me levantar após concluir essa resenha.

ANTES, AGORA E SEMPRE não entrou para minha lista de leituras preferidas, ainda prefiro o primeiro livro da série – NUM PISCAR DE OLHOS, mas de uma forma especial esse aqui também ganhou um pedacinho do meu coração. A história de Gia e Beppe cativa pela carga emocional e muitas reviravoltas ao longo de suas páginas, se entrelaça com a história de Max do primeiro volume da série, já que ambas estão inseridas no mesmo cenário e período de tempo, o que foi um adicional interessante para a trama.

Beppe e Gia se conhecem ainda quando crianças. Ele é filho de um homem visto pela sociedade como cidadão modelo, mas que dentro de casa se revela um monstro e não se envergonha de suas ações violentas e cruéis. Ela viu o pai adoecer, lutar contra o câncer e sua família sofrer o impacto da mesma. O vinculo que eles criam na infância parece algo inquebrável, capaz de superar qualquer artimanha e dificuldade que possa aparecer em seus caminhos, porém algumas coisas realmente são impossíveis de serem previstas e reunidas a algumas escolhas podem levar cada um a seguir um caminho diferente e talvez por medo, por dúvidas e inseguranças romper laços valiosos e que talvez jamais possam ser refeitos.

"As pessoas entram em nossas vidas por uma razão e no momento exato em que precisamos delas."

Beppe é um personagem sofrido, que amargou uma infância difícil e que cresceu cercado por essa carência de afeto, quando ele e Gia se conhecem, ela surge como uma estrela, algo brilhante e radiante capaz de colorir sua vida, de tornar seus dias mais suportáveis e fáceis. A amizade que criam é linda, pura, envolvente, uma relação baseada em apoio, carinho e admiração. E conforme eles vão crescendo os sentimentos começam a evoluir, a se tornarem algo mais, maior e mesmo com receio, com medo de que isso possa transforma e abalar a amizade, fica impossível resistir e o inevitável acontece.

“Beppe riu e não soltou a mão dela, mesmo quando eles entraram na sala e se sentaram no sofá. Ele falou sobre tudo. Buscou em sua mente qualquer coisa que pudesse não ter lhe contado. Ele divagava porque tinha medo de que, no momento em que parasse de falar, ela ouviria seu coração se partindo.”

Beppe tem a oportunidade de se mudar, encontrar seu avô que está muito doente, precisando dele e isso é o início de uma jornada pessoal, mas para isso ele precisa deixar Gia para trás, não que a amizade, ou o relacionamento recém-iniciado precise acabar, mas lidar com a distância e com a avalanche de emoções que vem com essa decisão, não é nada fácil e o resultado doloroso. Com a partida de Beppe, Gia se fecha, blinda seu coração e passa a temer se machucar novamente, todos seus relacionamentos se tornam superficiais, ela não sabe como lidar com o abandono e a saudade, sendo assim mergulha de cabeça no trabalho. Vida que segue! Até que Beppe mais maduro e certo do que quer retorna e tem como alvo reconquistar sua amada, só que nada mais é como antes, nem eles mesmos. Será que os anos os tornaram estranhos? Que o sentimento que julgavam ser verdadeiro acabou? Poderá Beppe encontrar uma brecha na armadura de Gia e assim provar a ela que merece uma segunda chance? É caros leitores, aguenta coração.

"Beppe ia ter sua Gia de volta e, uma vez que a tivesse, não a deixaria novamente."

ANTES, AGORA E SEMPRE, é uma obra que fala sobre alicerces, família, amizade, perdão, recomeços. Sobre acreditar no amor, confiar e não temer ser feliz. Se arriscar é preciso e ainda que nos machuquemos no processo, tudo é aprendizado e vale cada lágrima. Beppe é apaixonante, amei a maneira como a autora o construiu e o moldou ao longo da trama, cada batalha desse jovem e conquista é sentido aqui do outro lado e torcemos muito por ele. Gia é uma mulher incrível, mas sua teimosia me tirou do sério, apesar de compreender sua resistência e medos chegou um determinado momento que quis lhe bater, porque ficou muito nítido que ela estava sabotando a própria felicidade e perdendo tempo. Porém o romance em si é apaixonante e vê-lo se desenrolar garante uma bela leitura.

Apesar de ter gostado muito do livro, confesso que o achei cansativo em algumas partes, estava esperando algo mais fluido e rápido e alguns momentos me pareceram desnecessários, a autora poderia ter dado uma encurtada. Não que isso venha afetar a leitura, são apenas alguns apontamentos meus. Como mencionei no início da resenha, escrevê-la está sendo bem complicado e já venho tentando a algum tempo, livros que retratam violência doméstica sempre me deixam arrepiada e no principio da trama isso fica bem evidente. Outro ponto que mexe com minhas emoções é o afastamento, os atos egoístas involuntários que acabam ocorrendo, porque isso vem a ser uma realidade muito presente em nosso dia a dia. Nem sempre validamos o sentimento do outro ou paramos para pensar no quanto nossas escolhas os estão afetando. E por fim o perdoar, como é difícil engolir o orgulho, escutar o coração e liberar perdão. Por que sempre somos tão resistentes em aceitar viver, arriscar e ser feliz?

Teodora Kostova possui uma narrativa muito particular, gosto bastante do modo como ela estrutura seus romances e desenrola o enredo, mesmo que a divisão em partes gere uma previsibilidade.

Como sempre falo: Leia, dê uma chance para a autora e se permita ser tocado de alguma forma.



A Trilogia Heartbeat é composta pelos livros:

Num Piscar de Olhos – RESENHA AQUI
Antes, Agora e Sempre
Colour mi Inside – Aguardando ansiosamente.


Cada livro narra a história de um casal diferente e pode sim ser lido separadamente, no entanto para um melhor aproveitamento e evitar possíveis spoilers recomendo que os leia na sequência. 


ANTES, AGORA E SEMPRE, Série Heartbeat, Vol. 2 


Sinopse: ANTES Gia deixou Beppe entrar em sua vida muito facilmente, como se fosse a coisa mais natural do mundo. Ela ficou ao lado dele quando ele foi tão ferido que pensou que poderia morrer; ela o acalmou quando ele estava tão zangado que pensou em fazer algo de que se arrependeria pelo resto de sua vida. Gia salvou a vida dele. Pelo menos uma vez ele precisava ser forte por ela. Este momento agora era deles. Pertencia a eles, não a pais abusivos ou mortos, não à culpa, ao pesar ou à tristeza, não ao passado ou ao futuro. Mas será que o amor deles sobreviverá quando a tragédia os separar? “Eu tenho que ir, Gia. Estou cansado e... Eu me sinto vazio. Sei que você precisa de mim, mas eu não tenho mais nada para dar agora. Eu preciso me curar.” “Eu sinto tanto a sua falta que dói para respirar.” AGORA Beppe ainda era o amigo mais próximo de Gia, mas eles nunca seriam nada mais do que isso de novo. Lembrar-se de como era ter a pessoa que você mais amava no mundo arrancada de você ainda doía. Gia estava determinada a nunca mais ser colocada nesta posição novamente. Nunca houve falta de amor, mas seria Beppe capaz de ganhar a con fiança de Gia novamente? SEMPRE “Quando eu estava quebrado, você me deu pedaços de si mesma e me deixou inteiro novamente.” Antes, Agora e Sempre é o segundo livro da série Heartbeat. Tem a participação de personagens do primeiro livro da série, “Num piscar de olhos”, mas pode ser lido separadamente. É a história completa de Beppe e Gia – com um final. Um romance contemporâneo jovem adulto, recomendado para leitores com mais de 17 anos, devido à linguagem, atos sexuais e caras italianos incrivelmente gostosos.
Ficha técnica:
Romance | Editora Charme | 1º Edição | 2017 | 312 Páginas | Cortesia | Classificação: 4/5 | SKOOB
Compre aqui: AMAZON - SARAIVA - CULTURA - TRAVESSA - FOLHA - LOJACHARME

Beijos, até a próxima!

Você pode gostar também...

0 comentários