RESENHA: Sedução ao Amanhecer, Os Hathaways, Vol. 2 - Lisa Kleypas | Editora Arqueiro ( #DesafioHistóricoseEu3 - Meta 2)


Os Hathaways com certeza é o tipo de família que foge dos padrões, que quebra tabus e que obriga a sociedade a aceitá-los. São barulhentos, se amam incondicionalmente, se protegem, estão sempre se metendo um na vida do outro e o único intuito de tudo isso, é ver quem eles mais amam, felizes. É impossível não se apaixonar por cada um deles e suas peculiaridades. Em DESEJO À MEIA-NOITE primeiro livro da série, conhecemos Amélia, a irmã mais velha da família, que tomou para si a responsabilidade de educar, manter a família unida e garantir seu bem-estar, mesmo diante de todas as dificuldades e tragédias pelo caminho – e não foram poucas -, contando sempre com o cigano Merripen - o homem que foi acolhido por sua família, ainda quando criança e que jamais os abandonou. E em SEDUÇÃO AO AMANHECER é a sua história que vamos conhecer.

Merripen é taciturno, carrancudo, um homem de poucas palavras, inquieto e até grosseiro. Ele ama os Hathaways e está disposto a tudo para protegê-los e vê-los felizes, principalmente a doce Win. A Hathaway mais frágil, dona de uma saúde delicada, que nunca mais foi a mesma após contrair escarlatina em sua juventude. Amá-la foi a coisa mais bela que aconteceu em sua vida, a pequena o inspira, atrai o que há de melhor em seu coração, consegue lhe arrancar sorrisos e tirá-lo da escuridão que é seu passado, mas ele sabe, que mesmo tendo crescido em meio aos ingleses brancos, que mesmo tendo sido tratado como um membro da família, ele jamais será o homem que ela merece, aquele capaz de lhe dar tudo, de se entregar por completo, ou seja, um alguém oposto a ele.

“(...) Amava Win além da terra, do céu e do inferno. Cada momento longe dela era agonia; cada momento com ela era a paz que jamais conhecera. Cada toque daquelas mãos nele lhe devorava a alma (...) A verdade estava enterrada fundo em seu coração.”

Win está confusa, após anos desejando se curar, ser capaz de viver normalmente, aproveitando os doces prazeres da vida, como fazer uma caminhada ao ar livre sem se cansar, ela tem a oportunidade e os recursos necessários para viajar e se tratar. Mas partir para a França significa deixar a metade de seu coração para trás, significa deixar Merripen. Ela o ama a muito tempo, sabe que seu sentimento é correspondido, mas sabe que Merripen jamais se permitirá vivê-lo. Enquanto que ela luta com todas as suas forças para convencê-lo a viver esse amor, ele luta com as mesmas forças para negá-lo. E essa teimosia pode custar muito caro.

“— Quero você por inteiro ou não quero nada(...)”

Merripen e Win são completamente apaixonados um pelo outro e a evidencia desse sentimento é tão grande, que todos os membros da família Hathaway sabe e torcem por eles. Entretanto, os obstáculos que ameaçam esse casal estão muito mais ocultos e enraizados do que qualquer pessoa pode ver. Merripen é um homem determinado, forte, honesto, trabalhador, dono de um coração imenso, capaz de fazer qualquer coisa por aqueles que ama, mas não para si. A história de sua vida é dura, sua infância foi negligenciada, cruel e deixou marcas profundas em sua alma. Marcas essas que o tornaram tão rígido, que fizeram com que se fechasse para os sentimentos, que o impediram de enxergar o ser maravilhoso que se tornou. O obrigando a negar a viver o amor que sente por Win. Não é como se ele não quisesse, é que em sua mente, ela merece muito mais do que ele, mais do que ele tem a oferecer. E conforme avançava na leitura, mais o compreendia e admirava. Já Win... Ela é toda doce, determinada, teimosa, se revelou muito mais forte, destemida e ousada do que pensei que poderia encontrar. Ela não está disposta a perder mais nenhum segundo de sua vida, quer ser feliz, quer viver novas experiências, quer amar e ser amada, e quer tudo isso com Merripen. Então imaginem o desafio?

“Estou correndo atrás de você, e da vida, numa busca desesperada. Meu sonho é que um dia vocês se deixem alcançar. Esse sonho me embala todas as noites.”

Merripen e Win são opostos tanto na aparência, quanto na personalidade, mas o amor que os uni é tão forte e intenso, que se vivido em sua plenitude é capaz de ultrapassar qualquer barreira e romper qualquer preconceito. É o tipo de amor que começou despretensioso, na amizade, mas que ganhou força com o passar dos anos e só se enraizou mais e mais dentro de cada um. É lindo, é palpável e real.

“(...) O coração de Win batia... e essa pulsação sustentava todo o seu universo.”

O que mais amei em SEDUÇÃO AO AMANHECER é que nada fica sem resposta. Mergulhamos fundo na história de Merripen, conhecendo seu passado, como ele chegou até a família Hathaway, até o desabrochar de seu amor pela jovem Win. Reencontramos a família toda, nos deparamos com relações familiares, recomeços, medos, incertezas, amor para todos os lados, e muita vontade de ser feliz. Os Hathaway estão tentando se reerguer, restaurar sua propriedade, se adaptando ao casamento de Amélia e todas as mudanças que isso acarretou. E poder acompanhar o dia a dia deles, é diversão na certa. Eles estão sempre tomando decisões impulsivas, errando e encontrando amparo, e compreensão uns nos braços dos outros. Se for totalmente honesta, não existe de fato protagonistas ou personagens secundários, pois todos tem voz, se exibem e exigem uma parte de nossa atenção, o que os diferencia é que em determinado livro, a autora foca um pouquinho mais em algum em especial.

Lisa Kleypas possui uma particularidade maravilhosa em sua escrita, ela sempre consegue entrelaçar suas tramas. Que grata surpresa encontrar personagens da série As Quatro Estações do Amor aqui. Como foi divertido vê-la dar voz a eles mais uma vez. Amo sua capacidade de criar enredos leves, envolventes e viciantes. O modo como emociona e diverte na mesma proporção. A maneira como nos enreda em sua narrativa que torna impossível o ato de largar o livro antes de chegar ao fim. E ainda que tenha elementos clichês, que apresente certa previsibilidade, consegue nos surpreender e chocar com algumas revelações e segredos. Resultado? Quero sempre mais e mais.

Fica aqui minha sugestão de leitura. Caso ainda não conheçam a série, ou não a tenham lido, é hora de dar uma chance a ela. MARAVILHOSA!


A série OS HATHAWAYS é composta por cinco livros – Desejo à Meia-Noite (RESENHA AQUI), Sedução ao Amanhecer, Tentação ao pôr do Sol, Manhã de Núpcias e Paixão ao Entardecer. Cada livro conta a história de um casal protagonista diferente e podem ser lidos separadamente – ENTRETANTO, eu recomendo que a leitura seja feita na ordem, pois como mencionei na resenha, Lisa Kleypas sempre entrelaça suas tramas, ou seja, somente assim você fará um melhor aproveitamento da leitura e irá de fato compreender todas as piadas internas e acontecimentos.

Pretendo resenhar todos os livros ainda este ano aqui no blog, então sigam ligadinhos aqui.


SEDUÇÃO AO AMANHECER

Sinopse: O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win. Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à França, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow. Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalhos de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo. Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca...e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev. Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher da sua vida?
Ficha técnica:
Romance Histórico | Editora Arqueiro | 2013 | 256 Páginas | 1º Edição | Classificação: 4/5 | SKOOB
Compre aqui: AMAZONCULTURAFOLHA - SUBMARINO 


Essa leitura cumpre a minha segunda leitura para o #DesafioHistóricoseEu3 e corresponde a meta – LER UM ROMANCE HISTÓRICO QUE SEJA UMA SEQUÊNCIA.

Para saber mais sobre o Desafio e todas as suas metas – CLIQUE AQUI – lá você encontrará o passo a passo de como participar, regras e como concorrer aos prêmios. Você também encontrará um post com sugestões de leituras para que se cumpra cada meta – AQUI.

Até a próxima! Bye.

Você pode gostar também...

2 comentários

  1. Ah os Hathaways... Desde que me vi apaixonada por romances de época me encantei logo por essas capas e corri pra ler essa série, e não me arrependi, é maravilhosa, fiquei fã da Lisa e louca nessa família. A história de Merripen é bem sofrida e eu entendo os receios dele para com Win mas teve momentos que tive vontade de chacoalha-lo pra ele assumir logo o romance haha. O que eu gostei nesse livro também, foi que meu Crush, Cam, teve grande participação <3 rsrs.

    A resenha tá linda como sempre Bia, e essa série tem lugar cativo em meu coração ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooii Lili. Simmm, ele carrega um peso muito grande sobre os ombros. E apesar de compreendermos e entendermos seu sofrimento e medo de viver o amor com Win, queremos lhe dar uns tapas e obrigá-lo a acordar. É que ele não se enxergar com os nossos olhos, porque se não saberia o quanto é maravilhoso kkkkkkkkkkkkkk
      Obrigada pelo carinho <3 Beijoooooooooooooos

      Excluir