ENTREVISTA+LANÇAMENTO: Babi A. Sette - Senhorita Aurora


Olá, pessoas!

SENHORITA AURORA chega às livrarias em maio. Um lançamento muito aguardado e querido pelos leitores da autora Babi A. Sette. A obra foi lançada primeiro de maneira independente na versão digital e foi uma verdadeira comoção nas redes-sociais – Quem não se lembra da #maestro?, e agora teremos a oportunidade de abraçar, ter em mãos essa história tão intensa e desafiante, em uma edição linda e caprichada da Editora Verus.

Obviamente que fiquei imensamente feliz. Primeiro por se tratar de uma autora nacional que amo, admiro e que me inspira muito. E segundo por ver nossos autores nacionais ganhando espaço, a cada nova conquista sinto como se estivéssemos subindo um novo degrau nessa jornada que não é fácil.

Aproveitando a oportunidade do lançamento, bati um papo muito gostoso com a autora e vocês poderão conferir a seguir. Aproveitem sem moderação.

SOBRE A AUTORA:

Babi A. Sette autora de sucesso de critica e público é formada em Comunicação Social. Seus romances já publicados emocionam e divertem e já arrebataram milhares de fãs por todo o Brasil. Babi ama viajar, conhecer pessoas e descobrir lugares. Apaixonada por romances de época, jura que viveria feliz também no século XIX. Atualmente, mora em São Paulo com o marido, a filha, um cachorro, um gato e seus personagens.



ENTREVISTA

Olá, Babi.

Primeiramente muito obrigada por aceitar responder a esta entrevista.

Olá Bia minha querida primeiro, muito brigada por essa entrevista, é sempre um prazer conversar mais intimamente contigo, ainda mais através da palavra escrita ❤

1 – SENHORITA AURORA é um livro muito querido pelos leitores, muitos conheceram a obra quando ela foi lançada em e-book de maneira independente e ficaram na expectativa de tê-lo em mãos. O que podemos esperar da história em sua versão impressa? O que mudou? Como está sendo lidar com a expectativa alta dos leitores?

A versão contem quatro cenas novas e vários detalhes durante a história como: diálogos novos, novos pontos de vista de um dos personagens etc... Mas no geral, a história não mudou nada e ao mesmo tempo, sinto que ela está mais bem desenvolvida, mais completa, mais limpa. O trabalho de edição foi primoroso. Durante o processo de revisão cheguei a pensar em inserir mais novidades, mais capítulos, Daniel narrando outras cenas porem, conforme avançava na história, não senti um chamado dos personagens querendo narrar muito mais do que já havia sido contado então, me deixei levar por minha intuição e fiz o que sempre faço: escutei meus personagens. Agora, com o livro físico em mãos, ele ficou exatamente com: 335 páginas, acho que está de bom tamanho rs.. e está tão lindo!  E sobre a expectativa dos leitores... difícil mesmo é lidar com a minha expectativa... rs.

2 – Com um enredo envolvente, abordando um tema pouco trabalhado na literatura, a história tem um poder único de marcar os leitores. Como foi criar essa história? Construir cada personagem? E ser capaz de dizer adeus quando concluiu a escrita?

Foi intenso. Todo o processo de escrita, todo o processo de conhecer os personagens, foi bastante forte e revelador. Acho que eles são tão humanos, tão reais, tão falhos que os amei desde a primeira linha. Dizer adeus? Não... ainda não consegui rs... acho que nunca digo um adeus definitivo a nenhum dos meus personagens.

3 – Todo processo de criação exige uma entrega muito grande, sair da publicação independente e chegar a uma grande editora trás muitas mudanças? Você consegue se envolver com a publicação, ou acaba dando um passo para trás e fica apenas na expectativa do que irão fazer?

Talvez exista uma ideia errada do que é estar em uma grande editora. E eu só aprendi na prática. Rs... Bem, o que eu sinto estar em uma editora, fazer parte de uma agencia literária, faz com que o caminho se torne bem menos solitário. Isso porque temos com quem dividir nossas ideias, expectativas e sonhos. É maravilhoso poder contar com a expertise de um time de profissionais que trabalham para deixar a sua obra a melhor possível. Mas, como em qualquer trabalho de equipe temos que saber ouvir, acatar, e ceder.  Acho que isso faz parte de qualquer relacionamento interpessoal, em uma agencia e em uma editora, como em qualquer grupo de pessoas, não seria diferente....

4 – Pensei muito antes de incluir essa pergunta aqui, mas acredito ser realmente muito válido te dar um espaço para falar sobre esse assunto. A primeira capa apresentada não foi aceita pela grande maioria, vi inúmeras manifestações de seus leitores, como você se sentiu em relação a isso? Em algum momento chegou a imaginar se deparar com tantas mensagens, protestos, carinho e apoio? Foi assustador ver a dimensão do quanto seus livros são queridos e possuem leitores fieis e fervorosos?

Obrigada por incluir essa pergunta.

Eu reflito internamente e chego à conclusão de que Senhorita Aurora é um romance realmente intenso. Rs... Nenhuma reação com essa história é morna ou fria ( que bom rs) e eu de verdade acho isso lindo. É lindo ver a paixão dos leitores com tudo que envolve essa história.

Se eu fiquei surpresa? Sim. Rs... Por mais que eu achasse que teriam pessoas que prefeririam a capa original, eu não imaginava a proporção da rejeição que aquela primeira proposta sofreu. Até porque, quando a editora me informou da decisão interna da mudança da capa, eu, junto com a equipe editorial escolhemos juntos a proposta apresentada.
 
Daí, vocês sabem o que aconteceu depois. Naquele momento, eu só queria que os leitores da história ficassem felizes com o lançamento tão aguardado e se isso significasse a mudança da capa, que assim fosse.

Então, a maioria das pessoas colocou suas opiniões com muito carinho e foi graças a vocês que fizeram isso que o livro chegou como a maioria de vocês esperava.

Sempre serei grata por todo esse carinho e apoio, por vocês falarem o que sentiam e queriam e claro, por ter dado tempo de enxergarmos isso e de mudarmos a capa por essa tão sonhada.

5 – Os protagonistas de suas histórias tendem a possuir personalidades fortes. Primeiro queremos matar e depois caímos de amor absoluto. Como é dar voz a esses seres tão complexos? O que te inspira? Você se espelha em alguém? Eles falam como você (Parece estranho fazer essa pergunta, mas sempre me questionei se em determinado momento, conforme você vai se envolvendo com a trama e criando uma intimidade maior com sua personalidade, se eles de fato não crescem e começam a falar)?

Completamente. Acho que eles têm vida própria desde a primeira linha colocada no papel.

6 – O que Senhorita Aurora representa para você? Se você pudesse defini-lo em uma única frase, qual seria?

Intenso.

7 – O que você quer entregar aos seus leitores com essa história?

O melhor que cada um se permitir tirar das linhas e parágrafos dessa história.

8 – Termine a frase: Babi e a escrita...

Uma coisa só.

9 – Como autora nacional, você acredita que o mercado tenha abraçado mais esse nicho? Quais as maiores dificuldades encontradas no percurso?

Acredito que sim. Acho que quanto mais autores que conseguem um espaço, o reconhecimento do publico e do mercado, mais a literatura ganha com isso. Os maiores desafios sempre serão os internos. Acho que é assim em qualquer profissão que escolhemos atuar.

10 – Existem projetos em andamento? Teremos mais romances contemporâneos pela frente? Alguma novidade que possa compartilhar conosco?

Siiim, um romance de época já em fase de revisão e mais um contemporâneo quase pronto. Acredito que teremos mais uma publicação ainda esse ano.

Babi, quero te desejar todo sucesso do mundo. Muitas realizações, inspiração infinita e que SENHORITA AURORA possa falar com cada leitor que abrir o coração para receber essa linda história. Que sua jornada seja linda e que te traga muita felicidade.

Obrigada minha querida, por suas palavras, suas perguntas, sua sensibilidade sempre tão linda. Amo ter uma pessoa tão querida e especial dividindo parte desse caminho literário.

SOBRE A OBRA:


SENHORITA AURORA - Babi A. Sette


Sinopse: Uma história romântica e encantadora, com toque de humor e carregada de emoção, da mesma autora de Não me esqueças. Nicole é uma jovem bailarina e está prestes a realizar seu sonho: estrear no papel principal em uma peça na Companhia de Ballet de Londres. Tudo estaria perfeito se não fosse pela presença de um dos seus diretores, o temido Daniel Hunter, um maestro prodígio de temperamento difícil, com um humor sombrio e que desperta em Nicole sentimentos contraditórios. Quando uma tempestade de neve isola os dois em uma mansão centenária, Nicole e Daniel serão obrigados a encarar não apenas os segredos que atormentam o maestro, mas também uma paixão proibida — e avassaladora — que nasce entre eles.Entre a tão sonhada carreira na dança, um amor intenso como ela nunca sentiu e a própria segurança, Nicole se verá diante de escolhas que parecem impossíveis. E caberá a ela resgatar Daniel de seu próprio passado... Senhorita Aurora é um romance poderoso, tocante e perturbador, que mostra que todos merecem uma segunda chance, até mesmo alguém com fama de monstro.

Para conhecer mais sobre a autora e suas outras obras - CLIQUE AQUI.

Até a próxima! Bye.

Você pode gostar também...

3 comentários

  1. Oi Bia minha querida, muito obrigada... amei o post, ficou lindo! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooii minha linda. Obrigada de todo coração por aceitar responder. Fiquei muito feliz com todo carinho <3 Sabe que sempre terá um espaço aqui no meu cantinho. Beijos

      Excluir
  2. Oi Bia, linda a Babi, amei a entrevista <3 Ela parece ser bem legal e isso se transmite na escrita dela, já li três de seus livros e curti muito. Sobre esse lançamento, já tá nos desejados, irei comprar com certeza e gostei da mudança de capa e de vê-la falando sobre isso.

    Que venha muito mais sucesso pra ela ;)

    ResponderExcluir