RESENHA: Operação Red Sparrow - Jason Matthews | Editora Arqueiro


Informações e segredos de estados. Uma luta por baixo dos panos, escondida em meio as sombras e gabinetes políticos bem fechados. A busca incessante pelo poder, pela dominação, por controle. Um jogo mortal, recheado de mentiras, manipulação, traição e sensualidade. Interesses que colidem, colocando em prova a lealdade e o juramento a sua pátria, a emoção contra a razão e suas escolhas. Você seria capaz de escolher um único lado?

Dominika sempre nutriu o sonho de ser a primeira bailarina do balé Bolshoi, mas vê seu sonho ruir quando sofre uma sabotagem que a deixa manca e impossibilitada de voltar a dançar. Como se apenas isso não bastasse seu pai, a pessoa que ela tanto ama e tem como grande amigo morre. Sem escolha vê seu destino sendo roubado de seu controle, tendo que aceitar o que lhe era imposto como única saída. Quem a recruta para o Serviço de Inteligência Russo, é seu próprio tio, que é o vice-presidente do SVR e antes que se dê conta já está estudando para se tornar uma informante do governo. Após vários estágios Dominika se revela muito capaz, perspicaz e inteligente. Ela possui um dom que a ajuda, um diferencial, ela consegue enxergar cor, cores por trás de cada palavra, ajudando-a assim a discernir o sentimento por trás de cada pessoa. Obviamente que o crescimento de uma mulher não é bem visto pelos demais que em sua totalidade são homens, muito mais que sua beleza e sensualidade, Dominika habilidosa na arte da manipulação e persuasão. E isso não passa despercebido por seus superiores que em pouco tempo a escalam para uma missão importante - Conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA e assim descobrir quem é o informante dos americanos dentro do governo russo.

“— Cale-se nem mais uma palavra. Você não percebe a dimensão da oportunidade que estou lhe dando. Está pensando apenas em si mesma, nesses melindres infantis. Na qualidade de agente do SVR você não tem preferências, não escolhe nada. Cumpre exemplarmente a missão que lhe foi designada e pronto. Se não quiser participar dessa operação, se preferir deixar que seus pensamentos bobos acabem com sua carreira antes mesmo que ela comece, então fale já. Você será dispensada do serviço, seu arquivo será fechado, a pensão de sua mãe será cancelada e seus privilégios, retirados. Todos eles.”

Nathaniel Nash agente da CIA – Agência de Inteligência dos EUA -, ele é o responsável por fazer as conexões com o espião mais importante, aquele que fornece informações valiosas sobre a Rússia. É um homem astuto, atento e que não demora a descobrir a identidade da bela russa, enxergando nela a oportunidade perfeita de obter informações.

O jogo acaba de começar. Ele quer recrutá-la, ela quer descobrir quem é seu informante, ambos querem que o outro traia seu país. Um duelo regado a muita sensualidade, armadilhas e maquinação. Um jogo perigoso, que os levará ao limite de suas emoções, existe muita coisa em risco e é em meio a essa batalha que descobrem um sentimento mútuo, algo ainda mais poderoso, que só tornará tudo ainda mais difícil.

Uau... Eu diria que a leitura é densa, intensa e visceral. OPERAÇÃO RED SPARROW é um livro repleto de reviravoltas e é justamente isso que prende nossa atenção até a última página. O que mais gostei na história foi a forma como o autor construiu seus personagens, suas motivações, a maneira como foram de fato amadurecendo e crescendo em meio a tanto caos e brutalidade. Mais que um desafio físico, eles precisam estar preparados para os jogos mentais, o emocional com certeza é o mais sacrificado. Outro ponto positivo é a forma como o autor fala sobre espionagem com muita propriedade, desconstruindo a figura romantizada do “espião”, não nos poupando de detalhes e informações técnicas, na hora do desenvolvimento de estratégias, o que para nós leigos acaba se tornando um grande treinamento, nos aproximando realmente daquele mundo e realidade que os personagens estão inseridos. Preciso mencionar ainda o quanto o autor foi sagaz no desenvolvimento do enredo, ele mescla cada elemento com muita precisão, o que torna a leitura condizente. O único ponto que de fato me incomodou foram alguns excessos nas descrições de algumas cenas, o autor na ânsia de não nos privar de informações e detalhes acaba exagerando um pouco na dose, mas isso é algo muito particular, porque sei que existem leitores que amam obras descritivas, mas confesso que em alguns momentos ansiei por mais objetividade, porém nada disso minimiza a grandiosidade da obra.

"O que lhe ensinariam naquela escola pertencia apenas ao âmbito físico. Não importava o que a obrigassem a fazer, ninguém conseguiria atingi-la no espírito."

Nem sempre o que estamos vendo é de fato o que é. As pessoas são sim capazes de se esconder por trás de mascaras, de revelar apenas o que querem e manipularem as pessoas usando suas fragilidades e vulnerabilidades. Afinal de contas, todos temos fraquezas e sonhos.

Ambição, egos, patriotismo, sabotagens, poder... OPERAÇÃO RED SPARROW é uma história com muito a entregar. E que confesso, me surpreendeu absurdamente. Quando iniciei a leitura não esperava me envolver tanto com a história, não foram necessárias muitas páginas para que eu me sentisse envolvida com os sonhos e anseios da protagonista. Não foi uma leitura fácil, mas com certeza foi enriquecedora.

“A ironia disso tudo, diziam os professores, era que os Estados Unidos estavam em franca decadência, já não eram mais a potência de outros tempos. Depauperando-se com as guerras prolongadas, sofrendo com os indicadores econômicos, o suposto berço da igualdade vinha chafurdando em conflitos de classe e numa nociva política de ideologias conflitantes.”

A Editora Arqueiro fez um trabalho lindo com essa nova edição. Lembrando que o livro foi lançando em 2014 pela mesma com o nome de ROLETA RUSSA. E agora devido a adaptação para o cinema, relançado com o mesmo nove do filme e a capa do cartaz de divulgação do mesmo.  O que para mim, ficou muito mais apropriado, até pelo tom vermelho/sangue, que a história tem.


A nós, resta aguardar a sequência da obra – Palácio da Traição. Sim, caros leitores, nos EUA já foi publicado o segundo livro. Acredito que com ele encontraremos algumas respostas que ficou em suspense.

Enfim, fica aqui minha dica de leitura, é sempre gratificante se aventurar por novos gêneros, embarcar numa viagem por novas histórias e conhecer novos autores. Tenham em mente que tudo que falei aqui não representa nem metade do que a obra tem a oferecer. Ela é muito mais tensa, intensa e complexa do que falei aqui.


OPERAÇÃO RED SPARROW - Jason Matthews

Sinopse: Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo. Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem. Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR. Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.
Ficha técnica:

Policial | Editora Arqueiro | 2018 | 1º Edição | 432 Páginas | Cortesia | Classificação: 4/5 | SKOOBAMAZON


SOBRE O AUTOR:


Jason Matthews é ex-integrante da Diretoria de Operações da CIA, o atual Serviço Clandestino de Defesa. Em 33 anos de carreira, ele serviu em muitos postos no exterior, dedicando-se à coleta de informações de inteligência, sobretudo em países hostis. Conduziu operações de recrutamento no Leste Europeu soviético, na Ásia Oriental, no Oriente Médio e no Caribe, chefiou estações em diversas localidades, gerenciou ofensivas em países produtores de armas de destruição em massa e colaborou com nações estrangeiras em missões antiterroristas. Atualmente mora no sul da Califórnia.

Até a próxima! Bye.

Você pode gostar também...

0 comentários