RESENHA: Seduzida Por Um Highlander, Trilogia Irmãos McCabe, Vol. 2 - Maya Banks | Universo dos Livros

Resenha postada originalmente no Blog Estante Diagonal.

Maya Banks nos surpreende mais uma vez, nos entregando um enredo que vai além de um romance, cheio de intrigas políticas, luta pelo poder, laços familiares e responsabilidades. E é em meio a estes conflitos que nos deparamos com Alaric, o irmão do meio do Clã McCabe, que está a caminho de cumprir uma obrigação para com seu Clã, oficializar o seu noivado com a única filha do laird McDonald. A união dos clãs por meio do casamento os dará a força e a dominação sobre a maior extensão das terras altas, além de muitos outros benefícios. Entretanto durante seu percurso uma emboscada acontece e Alaric é deixado ao relento para morrer, e de fato isso estava prestes a acontecer, se não fosse pelas mãos mágicas de uma mulher determinada que ao se deparar com um homem ferido sobre o lombo do cavalo não hesita em acudi-lo e trata-lo da melhor maneira possível dentro de suas limitações. O que Keeley não esperava com esse gesto de humanidade é que toda sua vida viraria de cabeça para baixo e ter suas convicções e estrutura estremecidas.

Como já podemos constatar no primeiro livro da trilogia – ATRAÍDA POR UM HIGHLANDER -, toda a Escócia está vivendo um momento de crise, tentado destronar o rei David, por isso a necessidade, ou melhor, a importância de se estabelecer alianças que tenham algo a contribuir como meio de se fortalecer. Por essa razão – E por culpa de um amor avassalador - Ewan se casou com Mairin – herdeira de terras férteis e rica -, então sobrou para Alaric a missão de estabelecer laços com os McDonald se casando com Riona. Alaric respeita seu irmão e laird, entende o peso de sua responsabilidade para com seu clã e por essa razão acata suas ordens sem pestanejar, até que uma emboscada o deixa entre a vida e a morte, e tudo a partir daí muda. Fazendo com que seus sentimentos duelem entre si, que sua razão e emoção se confrontem e seu senso de dever seja questionado.

Do outro lado temos Keeley, uma jovem curandeira e um pouco solitária, que foi expulsa de seu clã e vive como uma pária em uma cabana. Mesmo sendo julgada por seu povo, por pessoas que ela confiava e amava segue exercendo seu dom e ajudando a todos que precisam sem distinção. Por essa razão, quando um homem é deixado a sua porta, todo ferido e com a vida por um fio, ela não pensa muito a respeito, não se preocupa com o fato de que pode ser um inimigo e o leva para dentro de sua cabana e o trata com tudo o que tem, ainda que com recursos limitados.

É difícil falar deste livro sem se emocionar. Alaric é o tipo de homem que sacrificaria a própria vida se isso garantisse ao seu clã segurança, alimento e saúde. Honrado, gentil e encantador, ele é forte, destemido, um guerreiro em sua essência, feroz, mas dono de um coração gigante. Keeley... ela partiu meu coração. Magoada, julgada, tratada como uma criminosa, foi expulsa de seu clã, de seu seio familiar e se viu obrigada a aprender a sobreviver sozinha. E mesmo tendo conhecido um lado muito feio do ser humano, jamais perdeu sua humanidade. Ela é altruísta, justa, sensível, sabe onde é o seu lugar e compreende o peso de suas ações.

“Suas palavras são tão doces, mas pesadas para meus ouvidos. Levo-as para meu coração e me sinto completa com alegria e desejo ao mesmo tempo e ainda percebo o quanto esses sentimentos são inúteis. Você nunca será meu, guerreiro. Assim como nunca serei sua. É loucura continuarmos a nos atormentar.”

Quando Alaric é encontrado em sua cabana por seus irmãos, não lhe resta muita opção a não ser seguir com eles para o clã McCabe. E ao contrário do que ela imaginou que poderia lhe acontecer, ela é recebida com carinho e respeito. Porém à medida que passa mais tempo ao lado de Alaric e o conhece, se torna impossível resistir ao sentimento que vem crescendo em seu coração. E pode se dizer o mesmo a respeito dele. Alaric sabe que precisa parar, que não pode dar voz ao que está sentindo, mas tudo é muito intenso, avassalador e impossível de controlar. Não se trata apenas de gratidão por ter sido curado pelas suas mãos, é mais que isso, é algo que lhe rouba o fôlego, que te deixa desnorteado, arrepiado e fora de controle. Como resistir? Como ir contra seu próprio Clã? Qual o preço de suas responsabilidades?

"Algum tempo não é melhor do que nenhum? Provar do doce não é melhor que uma vida amarga de arrependimento?"

SEDUZIDA POR UM HIGHLANDER é uma história envolvente, repleta de reviravoltas, ação e muito romance. É o tipo de livro que te hipnotiza e vicia, que você não consegue largar enquanto não concluí a leitura. A grandiosidade de uma mulher que mesmo diante de tantos obstáculos seguiu firme, cheia de personalidade, forte, uma verdadeira guerreira, dona de um coração gigante, de uma alma bondosa... Apaixonante. Um guerreiro preso as suas obrigações, que teve seu coração roubado por aquela que não pode tocar, que não poder ter, capaz de tudo por aqueles que ama, e ainda assim sendo obrigado a negar seu amor mais puro. Duas almas que se encontraram em meio a conflitos, lutas e emboscadas, dois corações entregues a uma paixão envolvente e sem futuro. Duas pessoas que só desejavam ser felizes.

“Então seja feliz, lembre-se de mim com carinho.”

Vocês precisam LER essa trilogia. A cada novo livro me surpreendo mais e mais. Os enredos são envolventes, viciantes, sensuais. Leituras rápidas e fluidas. Maya tem o time perfeito para cada cena, ela sabe onde cortar, onde aprofundar, como nos tocar e arrepiar. Sua narrativa é muito particular, é como se fossemos inseridos na história, nos sentimos envolvidos, sofremos, lutamos e comemoramos cada vitória.

Se ainda não te convenci a ler irei te dar mais um motivo. TODOS os personagens são incríveis e desempenham papeis importantes. As mulheres são fortes, conseguem se impor, ter suas vontades atendidas, donas de personalidades marcantes... Maravilhosas. E é lindo acompanhar a maneira como os homens do clã, guerreiros fortes, grandes se rendendo a essas encantadoras mulheres. E como extra, irei te dizer que os romances abordados são intensos, sensuais e envolventes. Te faz dar aquela sonhada enquanto está lendo. É para suspirar.

Se você está à procura de um romance emocionante, cheio de ação e reviravoltas, este aqui com certeza é a opção CERTA. Dê uma chance e te garanto que não irá se arrepender. Lembre-se que na resenha não posso entrar em muitos detalhes, justamente para não estragar a sua experiência de leitura, então tudo que mencionei não chega a ser um terço do que você irá encontrar.

AMEI!



A Trilogia McCabe é composta pelos livros – Atraída por um Highlander – RESENHA AQUI, Seduzida por um Highlander e Apaixonada por um Highlander - resenha em breve -, e deve ser lida em sequencia, pois cada livro segue de onde o anterior terminou, as histórias se complementam. Por isso, para se ter uma experiência de leitura completa e muito especial os leia na ordem de lançamento.



SEDUZIDA POR UM HIGHLANDER - Maya Banks


Sinopse: Em Highlander, volume 2 da série Irmãos McCabe, um guerreiro indomável das Terras Altas é pego entre a lealdade e o amor proibido. Bravamente leal ao irmão mais velho, Alaric McCabe lidera o clã na luta por seus direitos e agora está pronto para se casar por dever. Porém, na viagem para pedir a mão de Rionna McDonald, filha do laird vizinho, uma emboscada é armada e Alaric é deixado para morrer. Milagrosamente, sua vida é salva pelo toque suave de um anjo das Terras Altas, uma beldade corajosa que colocará à prova a lealdade dele ao clã, a própria honra e os desejos mais profundos. Exilada de seu clã, Keeley McDonald foi traída por aqueles que amava e confiava. Quando o guerreiro ferido cai do cavalo, ela é seduzida por aquele corpo forte e esguio. O brilho misterioso nos olhos dele acende uma paixão que os seguirá de volta para o castelo de Alaric, onde o amor proibido afogará ambos nos prazeres da carne. Entretanto, à medida que a conspiração e o perigo se aproximam, Alaric precisa tomar uma decisão impossível: trairá seus laços sanguíneos em favor da mulher que ama?
Ficha técnica:
Romance Histórico | Universo dos Livros | 2017 | 1° Edição | 384 Páginas | Cortesia do Blog Amigo | Classificação: 5/5 | SKOOB - AMAZON

Beijos, até a próxima!

Você pode gostar também...

2 comentários

  1. Maya gosta de botar essas protagonistas pra sofrer rsrs.
    Nem preciso dessa resenha linda pra ser conquistada por essa trilogia Bia, mas lê-la foi uma maravilha, me fez relembrar o quanto eu gosto dos históricos da Maya e deu até vontade de reler :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooooii Lili. Maya é rainha. Ela sabe como nos conquistar e claro, nos fazer sofrer junto com suas protagonistas. kkkkkkkkkkkkkkk Mas o melhor de tudo, é a forma como ela apresenta seus romances, seus protagonistas fortes e lindos. AMOOOOOOOOO <3 Beijos

      Excluir