RESENHA: Uma Noiva para Winterborne, Os Ravenels, Vol. 2 – Lisa Kleypas | Editora Arqueiro ( #DesafioHistóricoseEu3 - Meta 8 )


Lisa Kleypas sabe como emocionar. Sim, é assim que irei iniciar essa resenha, pois esse foi meu estado ao concluir a leitura, EMOCIONADA, coração transbordando e suspirando. Não apenas pelo romance em si – mesmo que ele seja maravilhoso -, mas todo empoderamento, força e determinação de uma jovem que não temeu enfrentar uma sociedade inteira e tudo o que ela representava para sua reputação e nome. Ela ansiava por mais, buscava por algo que jamais encontrou antes e acompanhar essa jornada foi lindo.

Helen e Rhys não tiveram muita sorte em sua primeira tentativa de aproximação. Se não bastasse as diferenças de criação, status e pensamentos, a intensidade de Rhys acabou por assustar a tímida Helen. E como sempre acontece quando temos uma família enorme e enxerida, é muita gente se metendo na sua vida, seja palpitando ou agindo por você, ainda que seja com as melhores das intenções, nem sempre o resultado é aquilo que você deseja. E é justamente por isso, que não resta outra opção se não tomar as rédeas da situação e correr atrás daquilo que ser quer, ou melhor, de quem se quer. E é isso que Helen faz, surpreendendo a todos e a ela mesma.

“Ela o amava. Amava o menino que ele havia sido e o homem que era agora. Amava a aparência, o cheiro e a sensação dele, o encanto brusco do seu sotaque, o orgulho sensível e a determinação que o haviam levado tão longe na vida, além das outras muitas qualidades que o tornavam tão extraordinário.”

Se você leu o primeiro livro da série – UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO – está ciente de que o noivado de Helen e Rhys foi rompido de maneira drástica, após um incidente. Só que quem rompeu o relacionamento com o Sr. Winterborne foi a cunhada de Helen, o que não agradou muito a jovem. Determinada e com forças renovadas ela então decide que é hora de tomar as próprias decisões e contra o inimaginável, vai bater na porta do escritório de Rhys exigindo que seu noivado seja restabelecido. Obviamente que essa atitude fascina ainda mais o já apaixonado Sr. Winterborne, afinal de contas sua pequena orquídea, floresceu. Entretando, Rhys é um homem de negócios, e sabe muito bem que qualquer acordo é cercado por riscos e desta vez não está disposto a perder, poderá Helen aceitar suas condições?

Caros, leitores. Que leitura incrível. Helen foi uma jovem negligenciada por sua família, seus pais a deixaram um pouco de lado, portanto ela só podia contar com suas irmãs e os criados. Vista como tímida, recatada, gentil e de coração doce, despertou o interesse do irreverente Sr. Winterborne, a quem dedicou os seus cuidados. Mas o contraste entre ambos não poderia ser maior. Rhys não é o tipo de homem que se intimida com facilidade. Um emergente, alguém que muito batalhou e trabalhou para alcançar a situação financeira e status que possui. Ele não é um inglês, seus modos são considerados grosseiros e implacável, mas ainda assim... é impossível não se sentir deslumbrada com sua força, determinação e generosidade – além de sua beleza rustica e avassaladora. Mas se os problemas fossem apenas esses, ainda estariam fáceis de resolver, o que assombra de fato o casal é um segredo que se esgueira pelas sombras, em forma de um inimigo. Resta saber se o amor recém descoberto, se a relação que mal começou terá forças o suficiente para superar mais este obstáculo.

“(...) É um anseio por algo que foi perdido ou que nunca existiu. É o que se sente por uma pessoa, um  lugar ou uma época da vida... é uma tristeza da alma. A Hiraeth visita o galês mesmo quando ele está muito perto da felicidade, lembrando a ele que é incompleto.”

Eu não estou sabendo lidar com essa história linda. Helen me surpreendeu absurdamente, e o mais legal na trama, é que ela própria vai se desvendando e descobrindo uma força que jamais cogitou ter. Rhys por outro lado me cativou à medida que as páginas passavam, de início temi que não conseguisse enxergar por trás de sua fachada dura e impenetrável, sempre rígido, frio e como se realmente não se importasse com nada, nem ninguém. Mas a verdade é que por trás deste homem ferido pela vida, existe um coração gigante, uma alma generosa, um ser inteligente, muito determinado e disposto a não cometer os mesmos erros dos outros. E o resultado, é um romance arrebatador. Cheio de altos e baixos, e reviravoltas de deixar qualquer coração aflito. Foi lindo, foi envolvente e foi muito gostoso. Quem poderia imaginar que ambos poderiam dar certo?

“(...) Aquilo era o que o amor fazia com um homem: transformava-o em uma abelha semibêbada, voando em círculos de cabeça para baixo.”

O que mais amei na história foi a maneira como ela foi contada. A narrativa de Lisa nunca decepciona, essa autora é dona de uma escrita muito particular, sempre com famílias grandes, com mulheres fortes e donas de si, dando voz a todos os personagens, sejam eles protagonistas ou secundários, ela tem esse cuidado em nos apresentar o que está por vir, de deixar aquele gostinho de quero muito mais. Preciso mencionar também os diálogos inteligentes, divertidos, cheios de provocação.



Se você ama um bom romance histórico, cheio de emoção, diversão, viciante e envolvente, essa é a dica perfeita para você. Aproveita para conhecer o primeiro livro da série - UM SEDUTOR SEM CORAÇÃO - Resenha aqui.

A Editora Arqueiro mais uma vez arrasou. Capa linda, diagramação simples e impecável.


UMA NOIVA PARA WINTERBORNE - Lisa Kleypas


Sinopse: Rhys Winterborne conquistou uma fortuna incalculável graças a sua ambição ferrenha. Filho de comerciante, ele se acostumou a conseguir exatamente o que quer – nos negócios e em tudo mais. No momento em que conhece a tímida aristocrata lady Helen Ravenel, decide que ela será sua. Se for preciso macular a honra dela para garantir que se case com ele, melhor ainda. Apesar de sua inocência, a sedução perseverante de Rhys desperta em Helen uma intensa e mútua paixão. Só que Rhys tem muitos inimigos que conspiram contra os dois. Além disso, Helen guarda um segredo sombrio que poderá separá-los para sempre. Os riscos ao amor deles são inimagináveis, mas a recompensa é uma vida inteira de felicidade. Com uma trama recheada de diálogos bem-humorados e cenas sensuais e românticas, Uma noiva para Winterborne é o segundo volume da coleção Os Ravenels.
Ficha técnica:
Romance Histórico | Editora Arqueiro | 2018 | 1º Edição | 336 Páginas | Cortesia | Classificação: 5/5 | SKOOB - AMAZON

Essa leitura cumpre a minha oitava leitura para o #DesafioHistóricoseEu3 e corresponde a meta –COM O NOME DO PROTAGONISTA NO TÍTULO.

Para saber mais sobre o Desafio e todas as suas metas – CLIQUE AQUI – lá você encontrará o passo a passo de como participar, regras e como concorrer aos prêmios. Você também encontrará um post com sugestões de leituras para que se cumpra cada meta – AQUI.

Saiba como está o andamento do projeto e quais as minhas leituras até o momento - AQUI.

Até a próxima! Bye.

Você pode gostar também...

2 comentários

  1. Oi Bia, a escrita da Lisa não decepciona mesmo <3 eu amo!
    Sobre esse livro, eu confesso que tava com o pé atrás com esse casal, a primeira impressão no primeiro livro não me conquistou tanto mas em sua própria história eles conseguiram me ganhar. Helen cresceu e tornou-se mais forte, e Rhys mostrou-se mais acessível, amoroso... Impossível não se envolver e gostar.

    Tua resenha tá ótima, me envolvi completamente com ela e já fiquei com vontade de reler :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooi Lili. Simmmmm, me surpreendi demais com a evolução dos protagonistas ao longo da leitura. Que história deliciosa de ler. AMEI <3

      Excluir