O Duque mais Perigoso de Londres – Madeline Hunter | Editora Charme | Decadent Dukes Society, Vol. 1

Um pária social, é assim que Adam, Duque de Stratton é visto após um longo período de exílio na França. Sua fama é algo que o precede, que o marca como brasa, e não é nada lisonjeira, principalmente por colocar sobre seus ombros o peso de ser visto como um cruel, um habilidoso duelista que teria deixado dois mortos. Não que isso incomode ou abale Adam de alguma forma, muito pelo contrário, se essa notoriedade o torna “perigoso” ótimo, ele irá tirar proveito e usar a seu favor, para que deste modo obtenha as respostas que tanto tem buscado e amargado ao longo dos anos, fazendo valer seu retorno a Londres. Outro ponto que o têm deixado feliz é o interesse repentino do conde de Marwood e sua avó muito esperta em propor uma “trégua”, todos sabem o quanto os Stratton e os Marwood, que sempre foram vizinhos, alimentam uma inimizade por gerações. Inimizade esta que Adam acredita ter ido além da disputa por terras e até levado seu pai a um ato desesperado e trágico.

Clara Cheswick é o tipo de mulher que Adam jamais imaginou encontrar. Dona de si, de suas vontades, de suas escolhas e sem papas na língua. Ela o intriga e o fascina na mesma proporção. Sua beleza o encanta e sua inteligência o desmonta, como pode a filha de um “inimigo” ser tão atraente a seus olhos? E tão avessa a se envolver com ele?

“Rejeitar o amor quando o encontramos é um grande pecado.”

O Duque mais Perigoso de Londres é o tipo de romance de época que te transporta por uma leitura rápida e envolvente. Adam busca por respostas e vingança, a morte de seu pai nunca o deixou e as motivações estão sempre martelando onde quer que ele vá, sua meta estava clara, voltar para Londres e limpar o nome da família, só que uma distração o faz desviar seu foco... Clara. Eu amo como Adam mesmo sendo um protagonista típico da nobreza, surpreende com alguns aspectos particulares, sim, ele é arrogante, é lindo e muito sagaz, mas ao mesmo tempo, é um homem gentil, disposto a respeitar e aceitar uma mulher como ela é, livre de julgamentos. Já Clara, é obviamente uma mulher a frente de seu tempo, consciente de seus privilégios, forte, determinada e muito cativante. Ela não busca por um casamento, já possui a independência que sempre sonhou e não pretende abrir mão disto, ela ama o que faz – criar jornalismo para mulheres e produzido por mulheres, e quer ver seu negócio prosperar e conquistar mais leitores. Além claro, de toda a carga familiar que ambos carregam. Eles são de famílias rivais, gerações de brigas, conflitos e segredos, e criar um vinculo entre ambos pode ser algo impossível, e ao mesmo tempo tentador.

Eu amei essa leitura! Gosto de histórias que tenham um romance “proibido”, quase que Romeu & Julieta, só que livre de um final trágico. O romance é cativante, com drama na medida exata, e alívios cômicos em forma de diálogos. Outro ponto que gosto bastante são os personagens secundários e o peso que carregam no enredo, eles foram muito bem aproveitados. Para quem está buscando uma leitura rápida e fluida, fica aqui uma ótima opção, O Duque mais perigoso de Londres não decepciona e entrega uma história envolvente, divertida e com ação na medida perfeita. Uma boa opção inclusive para quem deseja começar a se aventurar no gênero.

“Ela andava com passadas determinadas, como se estivesse em uma importante missão. Ele notara o brilho em seus olhos, os quais implicavam muito sobre ela. Inteligência. Personalidade. Paixão. Problema. Não se importava com a última qualidade. Raramente encontrava as três primeiras em uma mulher sem a quarta.”

Vale ressaltar que O Duque mais Perigoso de Londres, é o primeiro volume de uma trilogia, mas todos os livros são independentes e podem ser lidos separadamente. Ainda assim, recomendo que você os leia na sequencia para um melhor aproveitamento e evitar possíveis spoilers. O segundo livro já foi publicado pela editora e – O DUQUE DEVASSO -, e você pode saber mais sobre ele – AQUI.


O DUQUE MAIS PERIGOSO DE LONDRES - Madeline Hunter

Sinopse: Adam Penrose, o Duque de Stratton, é o escandaloso, sombrio, manipulador e vingativo membro da Sociedade dos Duques Decadentes da elite de Londres, composta por três homens perigosamente belos, intensos, irresistíveis e que não desejam se apaixonar. Com uma reputação manchada e seu retorno à cidade, o Duque precisa encontrar uma esposa com qualidades ímpares e que não se importe em viver em negligente abandono. O que o Duque não espera é que o seu interesse e libido sejam despertados pela única mulher que não pode ter, e que não seria capaz de ignorar. Clara Cheswick fascina o Duque, mas tudo que ela não precisa neste momento é se casar. Está bem mais interessada em publicar seu jornal feminino — certamente muito melhor do que ser esposa de um homem com sede de vingança. No entanto, curiosa por uma história, Clara pensa se o desejo do Duque por justiça é sincero — junto com sua intenção incrivelmente irritante de ser seu marido. Se sua fraca reação ao beijo dele é alguma indicação, apaixonar-se por Adam claramente tem um preço. Mas quem diria que cortejar o perigo poderia ser tão divertido?

Ficha técnica:

Romance de época | Madeline Hunter | Trilogia Decadent Dukes Society, Vol. 1 | Editora Charme | 1º Edição | 2018 | 304 Páginas | Tradução: Alline Saller | Cortesia | Classificação: 4/5 | Onde encontrar: SKOOBAMAZONLOJA CHARME

Até a próxima! Bye.

Você pode gostar também...

0 comentários