O Segredo de Jake – Penelope Ward | Editora Charme

Nina vai dar um passo importante em sua vida, ela vai para a Universidade de Long Island, estudar enfermagem, e para isso está se mudando para o Brooklyn, onde irá dividir o apartamento com mais três pessoas, Ryan seu melhor amigo de infância, Tarah e Jake que ela ainda não conhece. Mudar de ares é tudo que Nina está precisando, desde um acidente, depois seguido de uma tragédia ela desenvolveu medos e fobias, e ultrapassar esses limites tem sido muito complicado.

Jake é todo tatuado, com piercings, e um ar misterioso – o título já deixa claro que ele tem um segredo -, mas o estereótipo fica por aí, Jake é fofo, extremamente inteligente, com um humor dúbio, presença marcante, só que sua personalidade vibra e transpõe a aparência. Ele é todo cuidado, coração e emoção. E ao conhecer a Nina, e tomar conhecimento de seus medos, coisas que ela poderia facilmente enfrentar se encorajada da maneira adequada, ele não pensa duas vezes antes de tornar isso uma missão pessoal e vai usar sua inteligência e facilidade com os números, para fazer uma proposta interessante.

"... Às vezes, é preciso suportar um pouco de dor na vida para experimentar um prazer que a gente não saberia que existia de outro jeito."

Caros leitores, quando me deparei com O Segredo de Jake, eu suspeitei que teríamos uma leitura envolvente e muito provavelmente emocionante, e ela é... mas não por completo, e com isso já preciso adiantar que apesar de ter gostado da leitura, eu não amei. Nina é uma jovem bonita, com muitos sonhos e medos, que carrega o peso de ter perdido uma pessoa amada. Ao conhecê-la, notamos o quanto ela é especial, é gentil, carinhosa, está buscando um recomeço, só que ao mesmo tempo, tomamos ciência de sua fragilidade, Nina está presa em seus medos, quase como se fosse uma coadjuvante em sua própria vida, inerte, apenas vendo a vida passar, mas não a vivendo como ela gostaria e merecia. Nina ama o curso de enfermagem, mas possui uma grande dificuldade com uma matéria especifica, matemática, e é Jake quem irá ajuda-la. Jake é uma figura intrigante, ele é bonito, todo tatuado, forte, sua presença é marcante, mas o que realmente é fantástico sobre ele, é seu humor, sua inteligência, e o mistério que ronda mais especificamente os finais de semana. A aproximação entre ele e a Nina, é rápida, dinâmica, tornando natural estarem próximos, porque é muito fácil dividirem o mesmo espaço.

Outro ponto positivo, é que mesmo tendo uma atração imediata e palpável desde o início, o relacionamento passa a ser construído aos pouquinhos, começa como uma amizade divertida, repleta de provocações, conversas de duplo sentido, Jake ajudando não somente com a matemática, como também com os medos de Nina, e com isso, o sentimento que passa a se fortalecer até se tornar algo a mais... Só que como mencionei anteriormente, Jake possui um segredo, um segredo complexo, que pode mudar tudo em um piscar de olhos. E então... chegamos ao ponto em que a história não funcionou para mim, primeiro me incomodou a tal da amizade entre a Nina e o Ryan, pouco desenvolvida, pouco explorada, tóxica, não entendi, e depois a codependência que os personagens – Nina e Jake - desenvolvem. Outro ponto a ser mencionando, é que me incomodou alguns excessos, por diversas vezes fiquei com a sensação de que várias partes não precisavam estar ali, porque simplesmente não fizeram nenhuma diferença no enredo, como se só tivessem ali para dar gordura ao texto. E por fim... o segredo. O segredo em si é sim complexo, é algo que te faz questionar algumas coisas, pensar a respeito de outras, e isso é legal, só que... o caminho que é percorrido até se chegar lá, me irritou demais. Obviamente que entender, ou não toda a situação, vai depender de cada pessoa, porque ao mesmo tempo que compreendemos as motivações do Jake, ainda assim, ficamos questionando se a autora não está tentando “romantizar” algo ruim – não posso falar muito por causa dos spoilers. Enfim...

"- Eu não mudaria nada também, Jake... o bom ou o ruim. O que momentos tão perfeitos como esse significam se não há nada para comparar a eles? Cada dor que eu passei pra chegar até aqui valeu a pena."

Como sempre falo e gosto de reforçar, a única maneira de saber se você gosta ou não de um livro, é LENDO ele. Portanto, por mais que eu tenha levantado alguns pontos aqui, a sua experiência de leitura pode ser completamente diferente da minha. Penelope Ward, possui uma narrativa envolvente, seu texto é fluído, o livro em si, não é ruim, só não funcionou para mim, e as edições da Editora Charme, sempre estão lindas.

Se você está à procura de um romance hot, com pitadas de drama, e um arzinho de mistério, fica aqui essa dica.


O SEGREDO DE JAKE

Sinopse: Nina Kennedy estava viva... mas não vivia de verdade... até que o conheceu. Aviões, trens, alturas... pode escolher: Nina tinha medo deles todos e levava uma vida controlada por fobias e medos irracionais. Quando se muda para o Brooklyn para estudar enfermagem, sua vida vira de cabeça para baixo, pois ela começa a sentir uma atração intensa, mas indesejada, por seu lindo colega de apartamento, que tem piercings, tatuagens e é a pessoa mais inteligente que ela já conheceu. Por trás do exterior durão e do sorriso diabólico de Jake Green, há um coração de ouro. E ele toma como missão mudar a visão de vida de Nina. Jake concorda em ser seu tutor, mas as apostas são altas: Nina terá que enfrentar seus demônios. Ele só não esperava se apaixonar por ela no processo. O que Nina não percebe é que Jake vive seu próprio inferno particular. Depois que ele soltar a bomba, será que o amor deles sobreviverá?

Ficha técnica:

Romance Erótico | Penelope Ward | Editora Charme | 2021 | 1º Edição | 344 páginas | Tradução: Ananda Badaró | Cortesia | Classificação: 3,5/5 | Onde encontrar: SKOOBAMAZONLOJACHARME

Até a próxima! Bye.

Você pode gostar também...

0 comentários